quarta-feira, 19 de março de 2014

...do livro: A imitação de José!


Querido Povo de Deus!
Hoje celebramos a Festa de São José e trago de presente um texto lindo e muito esclarecedor, o Catequista Unido seminarista Alexandre é o autor do post.  Passem lá e leiam o texto na íntegra.

“José, seu esposo, que era um homem justo e não queria difamá-la publicamente, resolveu repudiá-la secretamente. Tal era o projeto que concebera, mas eis o Anjo do Senhor lhe apareceu em sonho e lhe disse: 
'José, filho de Davi, não temas receber em tua casa Maria, tua esposa: o que foi gerado nela provém do Espírito Santo, e ela dará à luz um filho a quem porás o nome de Jesus, pois é ele que salvará o seu povo dos seus pecados'” (Mt 1, 19-21) 

José tinha um plano! Por que pensou em deixar Maria? 
Duvidou de sua pureza? Nunca! 
Não compreendia o que estava acontecendo? De forma alguma, pois tinha conhecimento de que o Messias deveria vir de uma virgem. 

Mas, então, por que José pensou em a deixar? 

É exatamente nesse ponto em que se nota o maior brilho de toda a humildade desse santo homem. 

Grandes teólogos josefinos explicam, apoiados por santos doutores como São Basílio, São Bernardo e nas revelações a Santa Brígida, que José, mesmo antes de o Anjo do Senhor lhe ter carnação e, por humildade, quis deixar Maria. 

São Bernardo, referindo-se a esse fato atesta: “Por que razão José quis abandonar Maria?” E responde: “Ouçamos não a minha própria opinião, mas a dos Santos Padres: Foi pela mesma razão por que São Pedro quis afastar de si o Mestre:
'Afasta-te de mim, Senhor, pois sou um homem pecador’.
Pelo mesmo motivo que o Centurião dizia a Jesus:'Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha casa!'”
 

José julgou-se indigno e pecador diante de tão grande mistério; julgou-se pequeno demais para ser companheiro de Maria. Cheio de santo temor, sofreu sozinho a solidão de sua incapacidade de considerar-se, ainda, esposo da Mãe do Salvador. 

José duvida de si mesmo. Exclui-se! De certa forma, José pensa em retirar-se da vida de Maria para dar lugar a Deus. Há nisso uma humildade perfeita: o sacrifício de si mesmo! 

Com tudo o que vimos, torna-se urgente para todos nós a necessidade de submetermos a Deus nossos planos. Não é tão fácil assim! Não podemos nos apegar às grandes realizações, tampouco desprezar as pequenas oportunidades. Se sou fiel no pouco... 

Peçamos sabedoria. São José a tem e quer dá-la a nós.


Um comentário:

Obrigada pelo contato, responderei o mais breve possível!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...