728

Gerando Receita, clique aqui!

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Água de uma rocha - Moisés

Olá Catequistas!

Vamos preparar um encontro bem bacana e animado para falar sobre nosso Patriarca Moisés?

Material necessário para o encontro: Distribua em um local Visível: Uma tesoura, uma folha de papel, uma pedra do tamanho que todos a vejam com facilidade.  Um cartaz  com imagens de fontes de água ou até mesmo uma torneira aberta.

Após a oração inicial, vamos brincar?

Vamos iniciar brincando de "Pedra, papel e tesoura"... todos sabem né? Não???   Para não demorar muito divida a turma em grupos de três.  É assim:

 A pedra é simbolizada por um punho fechado; a tesoura, por dois dedos esticados; e o papel, pela mão aberta. 

 Os jogadores falam: Pedra, papel, tesoura e devem simultaneamente esticar a mão, na qual cada um formou um símbolo (que significa pedra, papel ou tesoura).  Então, os jogadores comparam os símbolos para decidir quem ganhou, da seguinte forma:
  • Pedra ganha da tesoura (amassando-a ou quebrando-a).
  • Tesoura ganha do papel (cortando-o).
  • Papel ganha da pedra (embrulhando-a). 

Caso dois jogadores façam o mesmo gesto, ocorre um empate, e geralmente se joga de novo até desempatar.   Deixe que brinquem algumas vezes. 

 E vamos ao tema do dia...  O melhor do jogo que acabamos de brincar é que qualquer um pode ganhar. Cada um é uma pedra, papel e tesoura.  Vamos pensar...  Se você escreve uma carta, uma pedra ou tesoura não terá muita ajuda certo? Mas, se você quiser cortar um papel, uma pedra ou o papel não irá ajudá-lo, você precisa da tesoura.   E se você estiver com sede...  você precisa beber água, um pedaço de papel ou tesoura não vai ajudar, mas uma pedra é exatamente o que você precisa.

O quê? Alguns de vocês estão olhando para mim como se eu fosse louca!  Bem, na história bíblica de hoje, isso é exatamente o que aconteceu.   

Moisés era o líder do povo de Israel. Ele estava conduzindo Egito para a terra que Deus daria. Eles estavam vagando pelo deserto e as pessoas estavam com sede. Eles começaram a murmurar e reclamar a Moisés. "Nós estamos morrendo", "nossos filhos estão morrendo e os nossos animais estão morrendo. Por que saímos do Egito para morrermos aqui no deserto? "

Moisés foi para a sua tenda e caiu de joelhos diante de Deus"O que devo fazer? Não há água no deserto. O povo tem fome, sede e estão prontos para me matar. "

Moisés fez o que Deus lhe disse para fazer e você sabe o que aconteceu? 

Vamos abrir nossa Bíblia em Êxodo 17, 5-6.  Catequista proclame a Palavra de Deus, se tiver tempo peça que cada um leia a passagem novamente, ou todos juntos releiam em voz alta.


  O que devemos fazer quando estamos em uma situação que parece impossível de resolver? Temos de pedir ajuda a Deus e confiar nele. Às vezes nós não entendemos a maneira na qual Deus está nos guiando, mas temos que confiar nele. Afinal, quem poderia pensar que iria tirar água de uma rocha?
O nosso Deus é o Deus do impossível!



Sugestão de música para o encontro: Cântico da Vitória de Moisés

terça-feira, 19 de abril de 2016

O que é “Hodie!” na cruz de Santo Expedito?

Hodie!”
        Antes de se tornar cristão, ele teria relutado e adiado a conversão com muitas desculpas. O demônio o tentava para que resistisse, e, em forma de corvo, o inspirava a repetir “Cras! Cras!“. Esta representação onomatopeica do grasnido dos corvos coincide com a palavra latina “cras“, que significa “amanhã“.

      Certo dia, Expedito teria pisado decididamente a cabeça do corvo e retrucado Hodie!“, que quer dizer “hoje”, assumindo assim a disposição heroica de se converter imediatamente, sem novos “cras“.

Santo Expedito

Santo das causas justas e urgentes

 

Oração

Meu Santo Expedito das Causas Justas e Urgentes, Socorrei- me nesta Hora de Aflição e Desespero, intercedei por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Vós que sois um Santo Guerreiro. Vós que sois o Santo dos Aflitos. Vós que sois o Santo dos Desesperados, Vós que sois o Santo das Causas Urgentes, Protegei-me, Ajudai-me, Dai-me Força, Coragem e Serenidade. Atendei ao meu pedido (pedir a graça desejadda). Ajudai-me a superar estas Horas Difíceis, protegei-me de todos que possam me prejudicar, Protegei a Minha Família, atendei ao meu pedido com urgência. Devolvei-me a Paz e a Tranqüilidade. Serei grato pelo resto de minha vida e levarei seu nome a todos que tem fé.
Santo Expedito, rogai por nós. Amém.

domingo, 17 de abril de 2016

Convite Missa Dia das Mães..

Ola povo de Deus!

Venho partilhar  um convite que fiz por encomenda para a catequista Abigail,  mas achamos que pode ajudar a outras catequistas!
Espero que gostem!


quarta-feira, 30 de março de 2016

Hoje, 30 de março dia de São João Clímaco

Que foi um monge do Monte Sinai.

As raízes primitivas da tradição contemplativa são sem dúvida os Evangelhos e a vida de oração de Jesus, que buscava freqüentemente o silêncio e solidão para estar em comunhão com seu Pai. Ele falava do Reino interior e ensinava a rezar ao Pai no silêncio de nosso quarto. São João Clímaco soube silenciar seu coração para ouvir a voz de Deus e nunca deixou de acolher carinhosamente todos os homens e mulheres que o procuravam para receber seus conselhos. Num mundo de tanto barulho e agitação, que tal buscar momentos de silêncio para nossa oração diária?

O nome de São João Clímaco é uma alusão à palavra "klímax', que em grego significa escada. São João decidiu adotar este nome em virtude do livro escrito por ele mesmo, intitulado Escada para o Paraíso.
«A Escada para o Paraíso com seus 30 degraus, uma obra que influenciou a conduta de vários religiosos, tanto no Ocidente quanto no Oriente.»
Nesta obra ele explica que existem 30 degraus a serem galgados para que possamos atingir a perfeição moral. Este livro foi um grande sucesso na época e chegou até mesmo a influenciar monges e outros religiosos cm sua conduta particular, tanto no Ocidente como no Oriente. A importância desta obra literária para a época pode ser notada na utilização do símbolo escada na arte bizantina.
São João Clímaco foi muito famoso como homem santo em toda a Palestina e Arábia. Viveu por volta do ano 650 e morreu no Monte Sinai.
Conta-se que ele era palestino e na adolescência ingressou cm um mosteiro no Monte Sinai, onde passou a dedicar sua vida às orações e à meditação. Até os 35 anos viveu desta forma, mas quando seu mestre faleceu resolveu encerrar-se cm uma cela e viver à moda dos monges do deserto: jejuando, orando e estudando a Bíblia.
Durante este novo período de sua vida São João Clímaco decidiu nunca mais comer carne, fosse ela vermelha ou branca. Também passou a sair de sua cela apenas para participar da Eucaristia, aos domingos.
Já com 70 anos foi eleito bispo do Monte Sinai, muito embora preferisse continuar com sua vida isolada. Nesta época construiu hospitais para a população mais pobre, ajudado pelo papa Gregório Magno.
Os últimos quatro anos de sua vida foram dedicados a viver como ermitão. Neste período de total isolamento ele escreveu Escada para o Paraíso.

FONTE:
Revista Santo do Dia. São Paulo: Ed. Casa Dois, 2001.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Rezando e poetizando... 5ª feira


Quinta-feira de indoença
Sua Santa Divindade
Que correu toda a cidade.
O grande peso da Cruz
O caminho dava luz
O Filho de Deus morria
Morria pra nos salvar.
Mas se vós não quereis crer
Assubi àquele outeiro
Que lá o haveis de ver,
Que o sangue dessa rua
Dava fraco sinal.
Ajuda-me aqui, Simão
Sim, Senhor, ajudarei
Que esta Cruz haveis de levar
Às portas de Jerusalém.
Quem esta oração souber
Todos os dias a decorará
Que as portas do céu abertas
A do inferno lá verá.
Quem a sabe não a diz
Quem a ouve não aprende
E no Dia do Juízo
Verá do que ele depende.

domingo, 6 de março de 2016

Qual personagem te representa?

Olá Povos de Deus!

Já foram a Casa do Senhor, hoje?  Não deixe de participar no mínimo das missas dominicais.  Catequista, cristão católico que não vai a missa devem se inspirar no evangelho de hoje... Vamos meditar?

Abra a sua Bíblia, EVANGELHO – Lc 15,1-3.11-32 

É uma passagem muito conhecida... O Filho Pródigo.  Mas hoje  os convido a meditarem sobre todos os personagens para que possam refletir: Qual personagem representa você na atual fase de sua vida?

•  Será que a figura do pai é o que tem nos representado? Com amor respeitamos absolutamente as decisões – mesmo absurdas – dos filhos que abandonam a casa paterna.  E mesmo depois do abandono nosso amor continua sempre lá, fiel e inquebrável, preparado para abraçar o filho que volta?  Quando o filho voltar estaremos prontos para fazer a festa, sem julgamentos e cobranças?

• Será  está sendo representado pelo filho mais novo? Será que temos vivido uma vida sem sentido, no egoísmo, no materialismo, na auto-suficiência. Será que nossa alegria tem estado nos bens deste mundo?  Se este é o personagem que melhor representa o seu estado atual?    Lembre-se de que o filho mais novo também caiu em si, arrependeu-se e voltou para a casa do Pai.  Arrependa-se de ter se afastado de Deus, procure o Sacramento da Reconciliação... O Pai lhe espera para lhe abraçar e demonstrar toda sua alegria por ter você novamente  em casa.   É na comunhão com o “Pai” que encontramos a felicidade, a serenidade e a paz.

• Será que o personagem que melhor nos representa é o filho mais velho?  Que apesar de  ter continuado na casa do Pai, não teve um coração misericordioso para alegrar-se com a volta do irmão, pois sentia-se injustiçado.  Será nos deixarmos dominar pela lógica do que é “justo” aos olhos do mundo, ao invé de nos preocuparmos  pela “justiça de Deus”, que é misericórdia, compreensão, tolerância, amor. Com que critérios julgamos os nossos irmãos: com os critérios da justiça do mundo, ou com os critérios da misericórdia de Deus? A meu coração  é, verdadeiramente, o espaço onde se manifesta a misericórdia de Deus?

Paz de Cristo!


quarta-feira, 2 de março de 2016

Explicando "Jesus escondido na Hóstia Consagrada"

Santo Tomás diz que a Fé passa pelos nossos sentidos. 

A Transubstanciação do pão no Corpo de Jesus, ou do vinho no Sangue, 
não é através do tato...
pois se a gente pega é pão.

Não é através da visão... pois se a gente olha é pão.

Não é através do paladar... pois se a gente coloca na boca sente o gosto de pão.

Não é através olfato...  pois se cheiramos é cheiro de pão.
Mas se dá através do ouvido, pois naquele momento que o padre impõe as mãos sobre as espécie de pão e vinho e diz: "Enviar o Vosso Espirito e transformar este pão e vinho no Corpo e Sangue... Neste momento para nós já não é mais pão e vinho mas Corpo e Sangue de Jesus. 

Mas como explicar isto para uma criança, como faze-la entender se é um mistério de Fé?
Eu me lembro de uma história: uma criança perguntou para sua vó: Onde está Deus que a gente não vê. A vó pediu para ela trancar a respiração e depois de um tempo a criança voltou ao normal e vó perguntou o que você sentiu, ela disse: falta de ar. A vó disse: Deus é como o ar, a gente não vê mas precisamos Dele e como o ar Ele está em todo lugar. 

Penso que a catequista pode dizer a esta criança que conforme ela vai crescendo e amadurecendo a Fé ela vai acolher este Mistério de Fé. E saber que Deus pode tudo inclusive estar escondido num pequeno pedaço de pão.

Por Por Pe.Lailson Tomé de Lima
Reitor do Seminário da Diocese de Umuarama
Comunidade de Formação São José - Seminário de Filosofia de Umuarama

Post original
Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...