Seguidores

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Fruto do Espírito!

Hoje falaremos as crianças sobre os efeitos que o Espírito Santo produz em nossa vidas, quando nos abrimos a Ele.
Usaremos a cor verde que no Querigma da Cores significa ""CONVERSÃO" , predominando nos acessórios e ambientação..

"Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele."
Romanos 8,9

 A Bíblia deixa bem claro que um dos propósitos principais do Espírito Santo ao entrar na vida de um Cristão é transformar aquela vida. É a tarefa do Espírito Santo conformar-nos à imagem de Cristo, fazendo-nos mais e mais como Ele.

"A mesma coisa aconteceu também com vocês . Quando ouviram a verdadeira mensagem, a boa notícia que trouxe para vocês a salvação, vocês creram em Cristo. E Deus pôs em vocês a sua marca de proprietário quando lhes deu o Espírito Santo, que ele havia prometido."
Efésios 1, 13



quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Sugestão de presente para o Natal

Para seu inimigo, perdão.
Para um oponente, tolerância. 
Para um amigo, seu coração.
Para um cliente, serviço.
Para tudo Caridade.
Para toda criança, um exemplo bom.
Para você, respeito.
(Oren Arnold)

terça-feira, 29 de novembro de 2016

VERMELHO! JESUS NOSSA SALVAÇÃO!

Continuando a falar sobre o "Querigma das Cores" , chegou a vez de falarmos dessa cor que representa a nossa Salvação, pois Jesus por amor a nós,  na Cruz deu até a última gota de seu vermelho e Precioso Sangue!
Eu já gostava de vermelho, agora então gosto ainda mais, pois me lembra que Jesus me ama e ama a todos, igualmente!!!






sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Chapeuzinho em... Antes tarde do que nunca!

1º Domingo do Advento Ficai atentos e preparados!

Citação: Mt 24, 37-44
Técnica: Fantoches
Personagens: Chapeuzinho Azul, Mãe da Chapeuzinho, Anjo, Lobo, Vovó.       

Há um tempo atrás, muito depois do últiomo episódio de Chapeuzinho Vermelho e esquecendo totalmente do que se passara na outra aventura, veremos a linda menininha bem diferente, pois sua mãe resolveu lhe fazer um outro chapeuzinho e, agora, ela era a Chapeuzinho Azul!  Linda e cantarolante como sempre...
                Mas acontece que sua avozinha ainda não havia se curado (devia ser daquelas gripes crônicas) e continuava com uma tosse daquelas... até uma dor de barriga apareceu e ela, coitadinha, mal se punha de pé...
                A mamãe de Chapeuzinho, uma senhora muito calma e refinada, chamou a menina (a voz da mãe deve ser estridente, bem ao contrário da descrição).


Mãe – Chapeuzinho! Chapeuzinho! Venha cá, menina preguiçosa!
Chapeuzinho – Quê que é manhê!
Mãe – Sua avó está precisando de você... Tá que é um caco, a pobre... fiz aqui um chá de segurar a dor de barriga, um mingauzinho de fubá com meia dúzia de ovos, para levantar defunto... e até um remedinho para desentupir o nariz.  Mas você, vê se desta vez não erra o caminho, seja vigilante, observando bem os sinais (segurando a orelha da menina) e não dê ouvidos a nenhum Lobo Mau, porque se ele te pegar nessa história, sou eu que vou te dar uns cascudos!!!
Chapeuzinho – Pode deixar mamãe... Eu já aprendi a lição e vou fazer tudo certinho e chegar na vovó bem rapidinho!!!
Mãe – Então vai logo “dona moleza”!
            ( A menina começa a ir e voltar com uma desculpa)
Chapeuzinho – Sua benção, mamãe.
Mãe – Que Deus te acompanhe!
Chapeuzinho – Ah, o beijo!
Chapeuzinho -  Esqueci de pegar na mão!
Chapeuzinho -  Olhe aqui mamãe se não é um carrapato...
Mae – Chapeuzinhoooooooooo!!!  Vá logo e páre de fazer hora, menina!
            A menininha sai então cantarolando:
Chapeuzinho – “Pela estrada afora eu vou bem contente, levar estes doces para a vovozinha...
                                    (Êta musiquinha antiga, heim?)
Chapeuzinho -  “Lá lá lá lá lá lá... E se eu não correr vou levar um torrão...”
Lobo -  Olá, bela Chapeuzinho.  Vejo que mudou a cor do acessório, heim?
Chapeuzinho – Gostou é?  Leva então para que você que eu não estou mais aguentando a mamãe me obrigando a usar esse apetrecho-apetrechado”...
Lobo – Tão espirituosa essa menina.  Mas, diga lá Chapeuzinho, para onde você está indo?
Chapeuzinho -  Mas o senhor é mesmo cara de pau, heim?  Então não sabe que eu estou indo para casa da vovozinha?  Para onde mais eu poderia estar indo?
Lobo – Uai... Como todo mundo, indo morar num palácio... se candidatar a deputada...
Chapeuzinho -  Cruz credo! Se fosse para eu me candidatar seria para presidenta que é muito mais chique!
Lobo – (Cochichando com a plateia) – Bem, já que a distrai bastante, vou logo com o papinho furado: Você já viu a rodovia Fernão  Dias depois da reforma?
Chapeuzinho -  Eu não... nem sabia que tinham reformado por lá...
Lobo – Ficou uma maravilha!  Um espetáculo!  Antigamente morriam por lá  uns 100 por dia... hoje só morrem 50.  Ficou bem mais segura e é um ótimo atalho para chegar com segurança na casa da vovó... e bem mais rápido...
Chapeuzinho -  Você não está me preparando uma peça de novo não, né seu malandrinho?
Lobo – De jeito nenhum, menininha O caminho por aqui é mais seguro... Pode confiar no Lobinho aqui, que depois de levar aquele sustão dos caçadores, eu aprendi a lição...
Chapeuzinho – Ta bom, então... eu vou pela rodovia.  Obrigadinha, seu Lobo.
Lobo – Rá! Rá! Rá!  Menina tolinha... caiu feito um patinho... de novo... igual eleitor em véspera de eleição... Parece que não aprende que nunca se deve confiar no que é do mal...  Agora é só ir na frente, comer a vovozinha e esperar a songa da Chapeuzinho para sobremesa!  Rá! Rá! Rá!
                E o Lobo canta bem animado, enquanto vai se dirigindo para a casa da vovó:
Lobo – “Eu sou o lobo mal, lobo mal, lobo Mal, eu pego as criancinhas pra fazer mingau... “E netinhas para sobremesa”  Rá!  Rá!  Rá!
E enquanto isso na rodovia, Chapeuzinho passava aperto para atravessar...
Chapeuzinho -  Noooossa.... Quanto carro!  Mas é melhor esperar já que o Lobo falou que é por aqui... Ele deve estar certo...   

Foi quando apareceu um reforço  de última hora:
Anjo – Chapeuzinho... Chapeuzinho...
Chapeuzinho -  Ué... Quem é você?   Será que eu fui atropelada e nem vi?   Ou caí num buraco, morri e fui pro céu?
Anjo – Nada disso...  Eu vim aqui para te dar uma “dura”... uma correção!  Você não aprendeu que não se pode confiar em quem a gente não conhece?   Ainda mais um Lobo Mal?  Quantas vezes temos que dizer para ficar atenta e não dar mole para ninguém?  Você de novo não soube ser vigilante e agora caiu no golpe do Lobo.
Chapeuzinho -  Ué, e não é que o Lobo me enganou de novo?
Anjo -  Claro que sim!  Agora ele está indo bem depressa pra pegar a vovozinha, enquanto você está presa nesse seu caminho...  Você precisa aprender a escolher o caminho certo!   A andar sempre orientada pelo que seus pais e Deus lhe falam ao coração...  ser sempre vigilante, atenta aos sinais de Deus e não dar ouvidos para o mundo que vai só soprando coisas ruins aos seus ouvidos...
Chapeuzinho -  É mesmo, seu Anjo... Eu errei de novo, mas prometo que vou me corrigir... e vou agorinha mesmo! Voando se preciso for, para salvar a vovozinha...
                E mudando o jeito de cantar agora bem mais decidida, sai correndo:
Chapeuzinho -  “Eu sou a Chapeuzinho, Chapeuzinho, Chapeuzinho... Eu vou bem ligeirinha pra salvar a vovozinha...    É foi bom o Anjo  vir me dar esse corretivo...  Agora vou procurar nunca mais errar!
                Enquanto isso, lá na floresta...
Lobo – E aí, Vovó... Vai abrir ou quer que eu derrube a porta?
Vovó – Que isso minha netinha... Que modos são estes?
Lobo – Abre logo!  Ou... (empurra a porta e entra)   Olá, vovooooo-zinha
Vovó – Chapeuzinho, como você está mudada...
Lobo – Claro... não viu que eu troquei o chapéu?
Vovó – É mas parece que também trocou o nariz... as orelhas... os olhos (cruzes, como são grandes!) as mãos... e o pior também trocou a boca...
Lobo – E já que falou nisso, vou logo poupando a conversa toda e dizer... É para te comer!  Sua veinha folgada!!!
Aconteceu uma correria, vovozinha gritando de um lado e o Lobo correndo atrás... Quando se ouve a música da cavalaria chegando:
Chapeuzinho -  Viu, vovó... vim pra te salvar.  O Anjo me ensinou que eu estava errada e me deu um corretivo, disse também que é preciso vigiar sempre, porque o mal esta a postos o tempo todo.  Ainda bem que cheguei a tempo!
Vovó – Tempo?  Pode parar de falar que já está dois a zero pro Lobo.
Chapeuzinho -  Pode deixar, vovó!  E toma aqui seu Lobo-bobo... Maldoso... Matador... e engolidor de vovozinhas desprotegidas.
(Ela pega um rolo de papelão como um cassetete e bate no Lobo que cai e morre)
Vovó – Que bom, minha netinha... Nem precisamos chamar os caçadores para nos salvar!
Chapeuzinho – Ah! Que isso... a experiência também conta nessas horas, né vovó?  Mas hoje eu aprendi a lição e não vou esquecer mais...  E quero ensinar para quantos  dela precisar.  A gente tem que estar sempre muito preparada para saber sair das situações difíceis que o mal nos coloca.  Temos que estar sempre vigilantes, pois nunca sabemos a hora em que seremos chamados a prestar conta de nossos atos.
Por isso crianças, andem sempre no bom caminho, sejam sempre atentas, vigilantes e com o coração cheio de coragem, fé e alegria para o nosso Deus.
Chapeuzinho – E aí vovó...  Vamos tomar o lanchinho que a mamãe mandou?

Fonte: "A missa com Alegria
Subsídios para missa com Crianças e Encontros de catequese - Ano Litúrgico "A"
Editora COMDEUS






quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Amarelo!!! Amor de Deus!!!

Evangelizar utilizando o Querigma das cores, é o método utilizado pela RCC no Ministério para Crianças. E é uma ferramenta eficaz,  as crianças aprendem e não esquecem.  
Quando forem falar do Amor de Deus, usem e abusem do amarelo!



Sugestão de musiquinha:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...