sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Dia do Historiador - 19 de Agosto

Muitos mitos e mentiras são ditos sobre a Igreja, especialmente que ela é inimiga da ciência. do progresso.  Uma blasfêmia que demonstra ignorância ou má fé.  

Nós, católicos não podemos acreditar nessas mentiras e nem duvidar da grandeza da Igreja e da sua importância na História da humanidade.
Ninguém  ama o que não conhece, então procure conhecer a História da nossa Igreja que sofreu e que sofre, mas que sempre vence!

Você sabia  que o Dr. Thomas E. Woods, PhD da Universidade de Havard escreveu em um lindo livro que: "a Igreja construiu e salvou a civilização ocidental.  E que , ela é a Instituição que mais caridade fez na história do mundo, fundou as primeiras universidades (Bolonha, Soborne, Oxford, Cambridge, Coimbra, Salamanca, etc.)?
Você sabia, que nossa Igreja também foi a mentora de todo o desenvolvimento das Artes, da Música, das Ciências, além de salvar a Civilização Ocidental de ser destruída quando os bárbaros tomaram  o Império  Romano em 476?

A verdadeira glória da Igreja Católica só pode ser conhecida, conhecendo-se a sua sagrada História e tudo o que ela fez pela humanidade.

Procure conhecer mais, existem diversos bons cursos e literaturas sobre esse assunto.

https://padrepauloricardo.org/cursos/historia-da-igreja-antiga

http://eadseculo21.org.br/ead/?opcao=visualizarCategoria&ID=70&tipo=3

http://ieadrccbrasil.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21&Itemid=346&id_curso=2

Santo Isidoro de Sevilha,

Rogai por nós!
Padroeiro dos historiadores



quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Cura-me, Senhor!

Para inicio de conversa eu faco uma pergunta "Quem precisa de uma cura?"
Acho que se estivéssemos em um auditório lotado, todos levantariam as mãos, não é mesmo?

Você sabia que o perdão que recebemos e que também liberamos é um santo remédio?


Todos nos "apanhamos" nesta vida e sempre temos que perdoar alguém.  A falta de perdão age em nós como um câncer espiritual, destrói nosso interior, nosso coração  e ate mesmo o nosso corpo físico!

Curas profundas  acontecem quando perdoamos aos outros e a nos mesmos.

E o que isso tem a ver com a catequese?  Tudo!!!


Catequista Curada evangeliza mais e melhor!

"Permanecei em mim e eu Permanecerei  em vós" 
João 15,4

Vamos dar Passos firmes  Para a nossa cura e libertação Por meio do Perdão!

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Sacramento da Reconciliação

Todos aqueles que buscam uma intimidade com o Senhor, devem cada vez mais aproximar-se deste Sacramento! Independente da idade. 
 Com certeza um catequista que tem amor a este Sacramento,  deve apresentar  o quanto antes e incentivar que todos desejem se reconciliar com Jesus para  que possam comungar em estado  de graça. 

O Papa Francisco nos exorta para que "com convicção, ponhamos novamente no centro o sacramento da Reconciliação, porque permite tocar sensivelmente  a grandeza da misericórdia.   Serápara o penitente,  fonte de verdadeira paz interior".  E, na bula por meio da qual proclamou o Ano Santo, diz "Não me cansarei jamais de insistir com os confessores ara que sejam um verdadeiro sinal da misericórdia do Pai".  O mais importante é a busca dperdão e da reconciliação, deixando-se envolver pela misericórdia divina, receber e dar o perdão.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Leitura Orante das Obras de Misericórdia

Olá Povo de Deus,
Dei uma compilada e todo o material que tenho sobre o Ano da Misericórdia, e montei estas imagens para que possam ser utilizadas nos encontros catequéticos... podem ser impressas ou apresentadas através do data show, depende do recurso que você catequista tiver a disposição.

No Documento de proclamação do Jubileu da Misericórdia, escreveu o Papa Francisco:
"É meu desejo sincero de que o povo cristão reflita durante o Jubileu sobre as Obras de Misericórdia corporais e espirituais... " 

Respondendo ao apelo do Papa vamos divulgar e meditar estes roteiros de Leitura Orante.

Como realizar as meditações:
  • Fazer lentamente o Sinal da  Cruz
  • Ler a apresentação da obra
  • Pedir ajuda ao Espírito Santo
  • Pedir perdão dos pecados, das faltas de misericórdia
  • orar em silencio.
  • Ler o texto da Bíblia indicado.
  • Orar o texto: o que diz o texto em si, o que me diz o texto, o que Deus me fala, o que falo com Deus a partir do texto.
  • Agradecer em paz o tempo diante de Deus.
  • Finalizar com um Pai Nosso, Ave Maria e o Glória ao Pai.














Ps. As imagens originalmente peguei no site da Tia Paula .

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Quaresma de São Miguel Arcanjo

A Quaresma de São Miguel Arcanjo reaviva nossa devoção e nosso relacionamento com os anjos


A Quaresma de São Miguel Arcanjo deve ser rezada, diariamente, entre os dias 15 de agosto e 29 de setembro, dia da Festa de São Miguel. Pode ser rezada também em outras épocas do ano por um período de 40 dias.
Providenciar um altar para São Miguel com uma imagem ou uma estampa.

Todos os dias:
  • Acender uma vela benta (uma para os quarenta dias, acender semre que iniciar as orações)
  • Oferecer uma penitência
  • Fazer o sinal-da-cruz

Em nome do ai, do Filho e do Espírito Santo, amém!


Oração Inicial
São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio!
Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.
Sacratíssimo Coração de Jesus! Tende piedade de nós!
(três vezes)

Ladainha de São Miguel Arcanjo

Senhor, tende piedade de nós
Jesus Cristo, tende piedade de nós
Senhor, tende piedade de nós 

Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.


Pai Celeste, que sois Deus, tende piedade de nós. Filho, Redentor do Mundo, que sois Deus, tende piedade de nós. Espírito Santo, que sois Deus, tende piedade de nós. Santíssima Trindade Santa, que sois um único Deus, tende piedade de nós.

Santa Maria, Rainha dos Anjos, rogai por nós.
São Miguel Arcanjo, rogai por nós.
São Miguel, cheio da graça de Deus, rogai por nós.
São Miguel, perfeito adorador do Verbo Divino, rogai por nós.
São Miguel, coroado de honra e de glória, rogai por nós.
São Miguel, poderosíssimo Príncipe dos exércitos do Senhor, rogai por nós.
São Miguel, porta-estandarte da Santíssima Trindade, rogai por nós.
São Miguel, guardião do Paraíso, rogai por nós.
São Miguel, guia e consolador do povo israelita, rogai por nós.
São Miguel, esplendor e fortaleza da Igreja militante, rogai por nós.
São Miguel, honra e alegria da Igreja triunfante, rogai por nós.
São Miguel, Luz dos Anjos, rogai por nós.
São Miguel, baluarte da verdadeira fé, rogai por nós.
São Miguel, força daqueles que combatem pelo estandarte da Cruz, rogai por nós.
São Miguel, luz e confiança das almas no último momento da vida, rogai por nós.
São Miguel, socorro muito certo, rogai por nós.
São Miguel, nosso auxílio em todas as adversidades, rogai por nós.
São Miguel, mensageiro da sentença eterna, rogai por nós.
São Miguel, consolador das almas que estão no Purgatório, rogai por nós.
São Miguel, a quem o Senhor incumbiu de receber as almas que estão no Purgatório, rogai por nós.
São Miguel, nosso Príncipe, rogai por nós.
São Miguel, nosso Advogado, rogai por nós.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós, Senhor.
Jesus Cristo, ouvi-nos. Jesus Cristo, atendei-nos.
Rogai por nós glorioso São Miguel Arcanjo, Príncipe da Igreja de Jesus Cristo.
Para que sejamos dignos de Suas promessas. Amém.
Oremos:
Senhor Jesus Cristo, santificai-nos por uma bênção sempre nova e concedei-nos, por intercessão de São Miguel Arcanjo, a sabedoria que nos ensina a ajuntar riquezas no Céu e a trocar os bens do tempo presente pelos bens eternos. Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos. Amém.

Consagração a São Miguel Arcanjo

Ó Príncipe nobilíssimo dos anjos, valoroso guerreiro do Altíssimo, zeloso defensor da glória do Senhor, terror do espíritos rebeldes, amor e delícia de todos os anjos justos, meu diletíssimo São Miguel Arcanjo, desejando eu fazer parte do número dos vossos devotos e servos, a vós hoje me consagro, me dou e me ofereço, e ponho-me a mim próprio, a minha família e tudo o que me pertence, debaixo da vossa poderosíssima proteção. É pequena a oferta do meu serviço, sendo como sou um miserável pecador, mas vós engrandecereis o afeto do meu coração. Recordai-vos que de hoje em diante estou debaixo do vosso sustento e deveis assistir-me em toda a minha vida e obter-me o perdão dos meus muitos e graves pecados, a graça da amar a Deus de todo coração, ao meu querido Salvador Jesus Cristo e a minha Mãe Maria Santíssima. Obtende-me aqueles auxílios que me são necessários para receber a coroa da eterna glória. Defendei-me dos inimigos da alma, especialmente na hora da morte. Vinde, ó príncipe gloriosíssimo, assistir-me na última luta e, com a vossa arma poderosa, lançai para longe, precipitando nos abismos do inferno, aquele anjo quebrador de promessas e soberbo que um dia prostrastes no combate no Céu.

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate para que não pereçamos no supremo juízo. Amém.

São Miguel Arcanjo, rogai por nós e defendei-nos no combate. (3 vezes)





terça-feira, 9 de agosto de 2016

Tempo dos Jogos! Go!

Ola Catequistas!

Como temos visto nos últimos dias o mundo só fala dos Jogos... Jogos Olimpicos e o novo Jogo Pokémon Go, que tantas polemicas tem levantado.

Aqui não quero discutir nenhumas dessas polemicas, mas acho que devemos aproveitar o que o mundo nos oferece e usar na Evangelização. Esta passagem do Evangelho acho que define bem essa situação:
 "Não peço que os tires do mundo, mas sim que os preserves do mal.  Eles não são do mundo, como também eu não sou do mundo. Santifica-os pela verdade. A tua palavra é a verdade."
(Jo 17, 15-17)

Vamos então,  aproveitar essa empolgação, e usar ao nosso favor, vamos conscientizar e nos aproximarmos mais de nossos catequizandos com um encontro divertido e atual!

Como sugestão para esse encontro pensei em proporcionar uma Caça aos Anjos.
1. previamente esconda figuras de anjinhos em todo o local que os catequizandos tem acesso e que podem procurar.
2. Cante a musica "Tem Anjos voando" do padre Marcelo
3.  Assim que terminarem, de a eles um cartão  para que escrevam uma oração falando a 
Jesus, que O amam e querem segui-Lo dia após dia. Que Jesus Ajude-os a dizer aos outros amigos que Ele os ama muito, e que morreu por eles, para que eles possam optar por segui-Lo também. 


Cartao * Imprimir, recortar e dobrar ao meio.






quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Celebração e Lembrancinha para o Dia do Catequista 2016

Sugestão da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico Catequética-CNBB.

CATEQUISTAS DA MISERICÓRDIA:
Para que todos se sintam amados, esperados e perdoados por Deus!
Pe. Rodrigo Ferreira da Costa, SDN
Preparação do ambiente: preparar uma vela para cada catequista para a renovação das promessas batismais; símbolos que lembram os Sacramentos da iniciação cristã; Círio Pascal, flores, cruz, cartaz do Ano da Misericórdia. Deixar o ambiente simples e aconchegante.
Comentarista: Queridos irmãos e irmãs “o nome de Deus é misericórdia”. Ele “nunca se cansa de perdoar, somos nós que nos cansamos de pedir a sua misericórdia”. Neste Ano Santo da Misericórdia, “deixemo-nos surpreender por Deus. Ele nunca se cansa de escancarar a porta do seu coração, para repetir que nos ama e deseja partilhar conosco a sua vida.” Cantemos com alegria!

CANTO INICIAL
RITOS INICIAIS
Dirigente (Dir.): Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
Todos (T.): Amém.
Dir.: A graça, a misericórdia e a paz de Deus Pai e de Jesus Cristo, nosso Senhor, estejam convosco.
T.: Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo.
ATO PENITENCIAL
Dir.: Queridos catequistas, estamos vivendo o Ano Santo da Misericórdia proclamado pelo Papa Francisco. Ele nos convida experimentar a ternura do amor misericordioso do Pai que tem um amor “visceral” para com o seu povo, uma vez que “a misericórdia de Deus não é uma ideia abstrata, mas uma realidade concreta, pela qual Ele revela o seu amor, como o de um pai e de uma mãe que se comovem pelo próprio filho até o mais íntimo das vísceras”. Nesta celebração da Misericórdia, somos convidados a contemplar o Rosto da misericórdia que sempre nos move e nos comove, para a compaixão com o próximo. No início de nossa celebração, meditemos nas sete obras de misericórdia corporais e peçamos ao Pai a conversão do nosso coração.
Dir.: 1.º Dar de comer a quem tem fome. “Vinde, benditos de meu Pai!... Pois eu estava com fome, e me destes de comer” (Mt 25, 34). Ao dar de comer, recordamos a gesto Eucarístico no qual Cristo se dá a nós como alimento.
Leitor (L.): Perdoai-nos, Senhor, pelas vezes em que fomos insensíveis à fome e às necessidades, materiais ou espirituais, dos nossos irmãos mais pobres!
Dir.: 2.º Dar de beber a quem tem sede. “Vinde, benditos de meu Pai!... Pois eu estava com sede, e me destes de beber” (Mt 25, 35). Quando nos deparamos com a falta de água, nos damos conta de sua fundamental importância em nossas vidas. Dar de beber se estende também à consciência do cuidado da Nossa Casa Comum.
L.: Perdoai-nos, Senhor, pelas vezes que não levamos a sério a nossa responsabilidade de cuidar da obra da vossa Criação.
Dir.: 3.º Vestir os nus. “Vinde, benditos de meu Pai!... Pois eu estava nu e me vestistes” (Mt 25, 36).
L.: Perdoai-nos, Senhor, pela falta de atenção àqueles que nos rodeiam, para que possamos atendê-los na sua nudez mais profunda, percebendo os apelos que emitem mesmo sem serem ouvidos.
Dir.: 4.º Acolher o estrangeiro: “Vinde, benditos de meu Pai!... Pois eu era forasteiro e me acolhestes” (Mt 25, 35).
L.: Perdoai-nos, Senhor, pelas vezes em que fechamos as portas do nosso coração àqueles que colocais no nosso caminho, como sinal da vossa presença!
Dir.: 5.º Visitar os doentes. “Vinde, benditos de meu Pai!... Pois eu estava doente e cuidastes de mim” (Mt 25, 36).
L.: Perdoai-nos, Senhor, porque nem sempre o nosso coração está disponível para vos acolher, deixando-nos compadecer com as dores dos outros.
Dir.: 6.º Visitar os presos. “Quando te vimos doente ou na prisão, fomos visitar-te?... Sempre que fizeste isto a um dos meus irmãos mais pequeninos, a mim mesmo o fizeste.” (Mt 25,39-40) L.: Perdoai-nos, Senhor, por nem sempre compreendermos as limitações de quem sofre pela sua má conduta pessoal, familiar ou social.
Dir.: 7.º Dar sepultura aos mortos. “Se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica só; mas, se morrer, dá muito fruto”. (Jo 12,24)
L.: Senhor Jesus, perdoai-nos, pelas vezes que não aceitamos, de boa vontade, a morte dos nossos amigos, e não nos mostramos capazes de consolar quem sofre no seu luto!
(Enquanto o povo canta, o celebrante asperge o povo com água benta, lembrando o Batismo)
Cantando: Banhados em Cristo/ somos uma nova criatura,/as coisas antigas já se passaram,/ somos nascidos de novo! (Bis).
Dir.: Deus Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, tenha compaixão de nós, acolha o nosso coração arrependido, perdoa os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Amém.
GLÓRIA
Alguns Catequistas entram com símbolos ou objetos que lembram os frutos da caminhada da catequese em nossa comunidade...
ORAÇÃO
Dir.: Oremos (pausa) Ó Deus, que mostrais vosso poder, sobretudo no perdão e na misericórdia, mostrai-nos vosso rosto misericordioso que sempre nos espera, nos ama e nos perdoa; a fim de que sejamos discípulos missionários misericordiosos como o Pai. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
LITURGIA DA PALAVRA
Com.: A Palavra de Deus é luz para os nossos passos no caminho da conversão. Lendo as Escrituras Sagradas percebemos que a misericórdia torna a história de Deus com a humanidade uma história de salvação. Esta misericórdia divina tem um rosto visível em Jesus Cristo. Como discípulos missionários d’Ele, somos enviados também como missionários da misericórdia. Abramos nossos ouvidos e os nossos corações para ouvir a Palavra de Deus.
Mantra: Escuta catequistas, Senhor teu Deus vai falar./ Escuta catequistas, Senhor teu Deus vai falar./ Fala Senhor, meu Deus, os catequistas vão te escutar/ Senhor, meu Deus, os catequistas vão te escutar.
Primeira Leitura: Oséias 11,1-9
Salmo responsorial – Sl 136 (135)
(João Carlos Ribeiro/ O. D. da Juventude)
1. Ao Senhor dos senhores cantai/Ao Senhor Deus dos deuses louvai./ Maravilhas só ele é quem faz/ Bom é Deus, ao Senhor pois louvai.
Pois eterno é seu amor por nós, eterno é seu amor! (bis)
2. Com saber ele fez terra e céu/sobre as águas a terra firmou/ Para o dia reger fez o sol/ E as estrelas pra noite firmou.
3. Primogênitos todos feriu/ Do Egito, um povo opressor/ E dali Israel fez sair/ O poder de sua mão o salvou.
4. No mar bravo ele fez perecer/ Os soldados e o tal Faraó./ Aliança ele fez com Israel/ No deserto seu guiou.
5. Poderosos sem dó abateu/ A famosos reis desbaratou./ Sua terra Israel recebeu/ Como herança a seu povo entregou.
6. Se lembrou de nós na humilhação/ Ao Senhor, Salvador proclamai/ Dele nós recebemos o pão/ Ao Senhor, Deus dos céus, proclamai.
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
Evangelho- Lucas 15,11-32
HOMILIA...
Destacar as atitudes do filho mais novo que erra, abandona a casa do pai, porém confiando na misericórdia, arrepende-se e volta para a casa do pai. Enfatizar também o fechamento do filho mais velho que demonstra não conhecer o pai, não perdoa o irmão e não quer entrar para festa da misericórdia; e, por fim, destacar o coração misericordioso do Pai que espera, sai ao encontro, abraça e perdoa os seus filhos. Enquanto catequistas somos mais parecidos com o filho mais novo, com o filho mais velho ou com o pai misericordioso?
PROFISSÃO DE FÉ
Os catequistas podem renovar as suas promessas batismais, ascendendo suas velas no Círio Pascal.
Dir.: Após termos ouvido a Palavra misericordiosa do Pai, elevemos a Ele nossos pedidos inspirados nas sete obras de misericórdia espirituais. A cada prece respondamos, Senhor fazei de nós, discípulos missionários da misericórdia.
L.:1.º Dar bom conselho. “Senhor, deixa a figueira ainda este ano. Vou cavar em volta dela e deitar adubo. Quem sabe, talvez venha a dar fruto! Se não der, então cortá-la-ás.” (Lc 13,8-9). Ensinai-nos, Senhor, a ser pacientes com os nossos irmãos e a dar bons conselhos, sobretudo inspirados na vossa Palavra!
L.: 2º. Ensinar os ignorantes. “Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados.” (Lc 6,37). Fazei-nos, Senhor, gritar o evangelho com a vida, para que o nosso anúncio seja credível!
L.: 3.º Corrigir os que erram. “Amai os vossos inimigos e fazei bem aos que vos odeiam.” (Lc 6,27-28). Livrai-nos, Senhor, de agirmos como juízes sombrios que se comprazem em detectar qualquer perigo ou desvio, a fim de que possamos trabalhar com paciência e confiança, em todos os ambientes que habitamos diariamente, para construir o futuro.
L.: 4.º Consolar os tristes. “Se alguém quer seguir-me, renuncie a si mesmo, tome cada dia a sua cruz e siga-Me” (Lc 9,23). Fazei-nos, Senhor, aliviar a dor e o sofrimento dos outros, sobretudo dos mais tristes, sós e marginalizados!
L.: 5.º Perdoar as injúrias. “Sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas não perdereis um só cabelo. É permanecendo firmes que ireis ganhar a vida.” (Lc 21,17-19). Fazei de nós, Senhor, um sinal verdadeiro de perdão e fraternidade!
L.: 6.º Sofrer com paciência as fraquezas do próximo. “Se vocês não perdoarem aos homens, vosso Pai também não vos perdoará vossos delitos” (Mt 6, 15). Tornai-nos, Senhor, capazes de saber perdoar sem reservas, sobretudo a quem nos possa ter ofendido.
L.: 7.º Rogar a Deus por vivos e defuntos. “Se não escutam Moisés e os profetas mesmo que um dos mortos ressuscite, eles não ficarão convencidos” (Lc 16,31). Fazei-nos, Senhor, rezar e celebrar sempre a eucaristia, como sinal eficaz da comunhão eterna com todos os filhos de Deus, porque para Ti, todos vivem!
LITURGIA EUCARISTICA
CÂNTICO DE OFERTÓRIO
ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS
Ó Deus, Vós que preferistes a misericórdia ao sacrifício, acolhei estes dons do pão e do vinho trazidos ao vosso Altar pelas mãos dos catequistas que se dedicam com alegria e gratuidade no serviço do Reino. Por Cristo, nosso Senhor!
Oração Eucarística VII (sobre a reconciliação I)
RITO DE COMHUNHÃO
PAI-NOSSO...
Dir.: Antes de participarmos do banquete eucarístico, sinal de reconciliação e vínculo de união fraterna, rezemos juntos, como o Senhor nos ensinou: Pai nosso...
ORAÇÃO E RITO DA PAZ
CANTO DE COMUNHÃO
ORAÇÃO PÓS-COMUNHÃO
Dir.: Oremos (pausa). Restaurados à vossa mesa pelo Pão da vida, nós vos pedimos, ó Pai, que este alimento da caridade fortifique os nossos corações e nos leve a vos encontrar em nossos irmãos e irmãs. Por Cristo nosso Senhor.
T.: Amém
RITOS FINAIS
Com.: “Cada cristão e cada comunidade há de discernir qual é o caminho que o Senhor lhe pede, mas todos somos convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho” (Papa Francisco). A todos os catequistas desejamos coragem e perseverança na missão. Parabéns pelo seu dia!
Avisos
BENÇÃO FINAL
Dir.: O Senhor esteja convosco.
T.: Ele está no meio de nós.
Dir.: O Senhor que vos reuniu para celebrar a sua misericórdia vos abençoe em seu Amor: Ele que Pai, Filho e Espírito Santo.
T.: Amém.
Dir.: Ide em paz, e o Senhor vos acompanhe!
T.: Graças a Deus!
CÂNTICO FINAL
Catequista do Povo (L.& M. Pe. Rodrigo,SDN)
Eu sou catequista do povo/ com fé e esperança, alegria e amor/ eu vou anunciar o evangelho, na vida e na lida, falar do Senhor! (bis)
1- A alegria da Boa Nova/com os irmãos eu quero viver//Anunciar a Palavra de Deus/, com ternura de mãe, escutar, acolher. (bis)
2- Na vida de comunidade/ precisamos perseverar//viver o amor-doação/, numa Igreja em saída, vou testemunhar. (bis)
3- Catequistas vamos unir/ fé e vida, trabalho, oração//, a nossa missão é urgente/ tem choro, tem cruz/, tem ressurreição. (bis)

Fonte
Marca paginas

Ocorreu um erro neste gadget

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...