728

Seguidores

Gerando Receita, clique aqui!

terça-feira, 5 de maio de 2015

Verdades sobre nossa Fé em Nossa Senhora


Olá Povo de Deus e de Nossa Mãe Maria!


Maio, mês dedicado a Nossa Senhora, pela piedade cristã, é um convite para voltarmos nosso olhar a esta Mãe querida para pedir-lhe que abra as mãos maternas em bênção de carinho sobre nossos passos nesta difícil escalada da Jerusalém celeste.

Dogmas Marianos
A Igreja definiu quatro verdades a respeito de Nossa Senhora:

1 - Mãe de Deus - Maria é verdadeiramente Mãe do Deus encarnado, Jesus Cristo. Definido pelo 3º Concílio Ecumênico, realizado em Éfeso, em 431.

2  - Virgindade Perpétua - Ensina que Maria é virgem antes, durante e depois do parto. Definido pelo Concílio de Trento, em 1555.

3  - Imaculada Conceição - A concepção de Maria foi realizada sem qualquer mancha de pecado original. Definido pelo Papa Pio IX na Constituição Ineffabilis Deus, em 8 de dezembro de 1854. 

4  - Assunção ao Céu - A Virgem Maria, ao fim de sua vida terrena, foi elevada em corpo e alma à glória dos Céus. Definido pelo Papa Pio XII na Constituição Munificentissimus Deus, em 1º de novembro de 1950 .



segunda-feira, 4 de maio de 2015

Vês como o demônio foi vencido pelos mesmos meios com que vencera?


Olá Povo de Deus,
Ainda estamos no Tempo  Pascal, na

 5ª Semana da Páscoa.

Vamos ler e meditar nesta Homilia de São João Crisóstomo.


Adão e Cristo, Eva e Maria 


Viste que vitória admirável?     Viste os magníficos prodígios da cruz? 
Posso dizer-te alguma coisa ainda mais admirável?
Ouve o modo como se deu a vitória e então ficarás sumamente maravilhado. Cristo venceu o diabo valendo-se dos mesmos meios com que este tinha vencido e, tomando as mesmas armas que ele tinha usado, derrotou-o. Ouve como o fez.

A virgem, o lenho e a morte foram os sinais de nossa derrota. 
A virgem era Eva, pois ainda não conhecera homem; o lenho era a árvore; a morte, o castigo de Adão. E eis que de novo a virgem, o lenho e morte, que foram sinais de nossa derrota, se tornaram sinais de nossa vitória. Com efeito, em vez de Eva está Maria; em vez da árvore da ciência do bem e do mal, o lenho da cruz; em vez da morte de Adão, a morte de Cristo.


Vês como o demônio foi vencido pelos mesmos meios com que vencera?
 Na árvore, ele fez Adão cair; 
na árvore, Cristo derrotou o demônio.
A primeira árvore conduzia à região dos mortos; 
mas a segunda fez voltar até mesmo os que haviam descido para lá.
 Do primeiro homem, já vencido e nu, se escondera entre as árvores; Cristo, porém, vitorioso, se mostra a todos, também nu, no alto de um lenho. 
A primeira morte condenou os que nasceram depois dela; mas esta morte ressuscitou até mesmo aqueles que nasceram antes dela. 

“Quem contará os grandes feitos do Senhor” (Sl 105 (106),2). 
Por uma morte, nos tornamos imortais: são estes os magníficos prodígios da cruz.

Compreendeste a vitória? Compreendeste o modo da vitória? 
Ouve agora como esta vitória foi alcançada, sem o nosso trabalho e suor. 
Nós não ensanguentamos as armas, não estivemos no combate, não fomos feridos nem vimos a luta; no entanto, alcançamos a vitória. O combate foi do Senhor e a coroa foi nossa. Ora, como a vitória também é nossa, imitemos os soldados e cantemos hoje, com vozes alegres, os louvores e cânticos da vitória.
 Digamos, louvando o Senhor: “A morte foi tragada pela vitória. Ó morte, onde está a tua vitória? Onde está o teu aguilhão? (1Cor 15,54-55).

Todas essas coisas maravilhosas nos foram obtidas pela cruz. A cruz é um troféu erguido contra os demônios, uma espada levantada contra o pecado, espada com a qual Cristo traspassou a serpente; a cruz é a vontade do Pai, a glória do Filho Unigênito, a exultação do Espírito Santo, a honra dos anjos, a segurança da Igreja, o regozijo de Paulo, a fortaleza dos santos, a luz da terra inteira.

(De coemeterio et de cruce, 2: PG 49,396 – Século IV)


terça-feira, 28 de abril de 2015

Quem não se comunica...


Olá Povo de Deus!

Quem me acompanha sabe, que já faz algum tempo que estou trabalhando na PASCOM - Pastoral da Comunicação.

Na verdade, todo batizado é um profeta... e portanto é convidado a utilizar de alguma forma de comunicação para ser mensageiro de Deus, mensageiro da Boa Nova!

E você sabia que dia 17 de maio é o " Dia Mundial das Comunicações Sociais?  E olha que não é coisa nova não... este ano já será a 49ª vez que será comemorado.

Este ano de 2015 o Tema é: «Comunicar a família: ambiente privilegiado do encontro na gratuidade do amor»

Veja um trecho da mensagem do Papa para este dia:
"
O ventre que nos abriga é a primeira «escola» de comunicação, feita de escuta e contacto corporal, onde começamos a familiarizar-nos com o mundo exterior num ambiente protegido e ao som tranquilizador do pulsar do coração da mãe. Este encontro entre dois seres simultaneamente tão íntimos e ainda tão alheios um ao outro, um encontro cheio de promessas, é a nossa primeira experiência de comunicação. E é uma experiência que nos irmana a todos, pois cada um de nós nasceu de uma mãe."





Fiz esse marca texto para distribuirmos aos paroquianos.  Deixo também uma matriz com espaço para colocarem a marca da paróquia de vocês caso desejem imprimir também. 


Paz de Cristo!


Clique aqui  e leia a 

Mensagem do Papa Francisco para o XLIX Dia Mundial das Comunicações Sociais - texto integral





segunda-feira, 27 de abril de 2015

Mostre seu amor a sua mãe e a Deus!

Certamente todos sabem que o Dia das Mães está próximo. 
Que tal fazer um  encontro que leve os seus catequizandos a refletirem? Deixo um modelo de cartão e uma lembrancinha para missa ou encontro.

Tema: Mostre seu amor por suas ações (Dia das Mães) 
Material: Um cartão do dia das mães para cada um confeccionar.

Escritura: (I João 4, 9-11, 21)

"Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em nos ter enviado ao mundo o seu Filho único, para que vivamos por ele.
Nisto consiste o amor: não em termos nós amado a Deus, mas em ter-nos ele amado, e enviado o seu Filho para expiar os nossos pecados.
Caríssimos, se Deus assim nos amou, também nós nos devemos amar uns aos outros."
"Temos de Deus este mandamento: o que amar a Deus, ame também a seu irmão."

"Quer dar a sua mãe um cartão de presente para o Dia das Mães? 
Este cartão do dia das mães diz: "Mãe, eu te amo!" 

Você acha que sua mãe gosta de ouvir você dizer a ela que você a ama? É claro que ela gosta! 

Mas você sabe o que sua mãe gostaria ainda mais? Ela gostaria que você mostrasse a ela que você a ama.

Quais são algumas maneiras que você pode mostrar a sua mãe que você a ama?

* Bem, você pode ajudar em casa.
*Você pode limpar o seu quarto ou esvaziar a lixeira.
*Você poderia mostrar a ela que você a ama, obedecendo-a quando ela lhe diz para fazer alguma coisa.
*Você pode mostrar a ela que você a ama, brincando ou estudando junto com seus irmãos e irmãs. 

É fácil de dizer a sua mãe que você a ama, mas se você realmente a ama, suas ações irão mostrá-lo!

Você acha que Deus gosta de nos ouvir dizer-Lhe que O amamos?
Sim Ele gosta . Mas Ele gosta ainda mais quando nossas ações mostram-Lhe que O amamos.
Como fazemos isso? A Bíblia nos diz que: "Deus mostrou o seu amor por nós, enviando o Seu Filho unigênito, para que pudéssemos viver por meio dele."
Ele continua a dizer que, "uma vez que Deus nos amou tanto, devemos amar uns aos outros." 
Uma das melhores maneiras de mostrar o nosso amor a Deus é amar uns aos outros. Sim, Deus gosta de nos ouvir dizer: "Eu te amo", mas Ele prefere ver-nos dizer: "Eu te amo" com nossa ações.

Ao comemorarmos o Dia das Mães, vamos dizer a mamãe que a amamos, mas o mais importante, vamos lembrar de mostrar a ela que a amamos. 
E em nossas orações hoje, vamos dizer a Deus que o amamos, mas, mais importante, vamos lembrar de mostrar a Ele que o amaremos através de nossas ações com nossos  irmãos! 











terça-feira, 7 de abril de 2015

Trapos!!! Trapos!!!

Olá, Povo  de Deus!

Ufa, que semana linda nós vivemos, não é mesmo?  Não é  a toa que a chamamos de Semana Maior.  Tantas celebrações, tantas meditações... muitas emoções!  Enfim, é Páscoa!!!  
Celebramos a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo!
Mas desejo a todos vocês uma verdadeira Páscoa Pessoal... sim, pois se Páscoa significa "passagem"... mudança... conversão... Todos nós precisamos de uma Páscoa, não é verdade?
Trago então como presente para a sua "Páscoa Pessoal",   esse texto lindo e profundo.  Já o formatei de forma que possa imprimir, guardar ou presentear outras pessoas.
É um bom texto também para reflexões de grupo.
Feliz Páscoa!!!




terça-feira, 31 de março de 2015

Você quer esse abraço? Eu quero!

Olá Povo de Deus,

Olhem que imagem linda, será que conseguimos ao menos nos imaginar no lugar de São Francisco?  Essa semana é o tempo propício...

São Francisco de Assis amava muito a Jesus.
Olhava para Cristo na Cruz e sentia pena, sofria com suas dores.

Recebeu os estigmas nas mãos e nos pés e a ferida no coração de tanto pensar nos sofrimentos de Jesus e querer sofrer com Ele.

Queria confortá-lo, ficar pertinho, olhando para Ele.

Sonhava com Jesus na Cruz.  E um dia teve um lindo sonho, real:
Jesus solta o  braço da Cruz para lhe dar um abraço.


Nesse abraço,
Jesus abraçou todos nós, todos aqueles que sentem suas dores nos sofridos, nos necessitados, nos caídos ao lado do caminho, e que nós como o Samaritano, carregamos nas costas, cuidamos até ficarem fortes, são e salvos.

Paz de Cristo!

quinta-feira, 26 de março de 2015

Sábado Santo... o que Jesus fez neste dia?


Olá Povo de Deus!

Sábado Santo é o dia do silêncio: a comunidade cristã vela junto ao sepulcro. 

Calam os sinos e os instrumentos. É ensaiado o aleluia, mas em voz baixa. É o dia para aprofundar, contemplar. O altar está despojado. O sacrário aberto e vazio. Onde foi Jesus???

Vejam que coisa mais linda esta antiga Homilia no grande Sábado Santo (séc IV) - Da Liturgia das Horas - II leitura do Sábado Santo.

. Depois de ler, você nunca mais viverá o Sábado Santo da mesma forma... tudo fará mais sentido.

Paz de Cristo!

O QUE O SENHOR FEZ NO SÁBADO SANTO?
Que está acontecendo hoje? Um grande silêncio reina sobre a terra. Um grande silêncio e uma grande solidão. Um grande silêncio, porque o Rei está dormindo; a terra estremeceu e ficou silenciosa, porque o Deus feito homem adormeceu e acordou os que dormiam há séculos. Deus morreu na carne e despertou a mansão dos mortos.
Ele vai antes de tudo à procura de Adão, nosso primeiro pai, a ovelha perdida. Faz questão de visitar os que estão mergulhados nas trevas e na sombra da morte. Deus e seu Filho vão ao encontro de Adão e Eva cativos, agora libertos dos sofrimentos.
O Senhor entrou onde eles estavam, levando em suas mãos a arma da cruz vitoriosa. Quando Adão, nosso primeiro pai, o viu, exclamou para todos os demais, batendo no peito e cheio de admiração: “O meu Senhor está no meio de nós”. E Cristo respondeu a Adão: “E com teu espírito”. E tomando-o pela mão, disse: “Acorda, tu que dormes, levanta-te dentre os mortos, e Cristo te iluminará.
Eu sou o teu Deus, que por tua causa me tornei teu filho; por ti e por aqueles que nasceram de ti, agora digo, e com todo o meu poder, ordeno aos que estavam na prisão: ‘Saí!’; e aos que jaziam nas trevas: ‘Vinde para a luz!’; e aos entorpecidos: ‘Levantai-vos!’
Eu te ordeno: Acorda, tu que dormes, porque não te criei para permaneceres na mansão dos mortos. Levanta-te dentre os mortos; eu sou a vida dos mortos. Levanta-te, obra das minhas mãos; levanta-te, ó minha imagem, tu que foste criado à minha semelhança. Levanta-te, saiamos daqui; tu em mim e eu em ti, somos uma só e indivisível pessoa.
Por ti, eu, o teu Deus, me tornei teu filho; por ti, eu, o Senhor, tomei tua condição de escravo. Por ti, eu, que habito no mais alto dos céus, desci à terra e fui até mesmo sepultado debaixo da terra; por ti, feito homem, tornei-me como alguém sem apoio, abandonado entre os mortos. Por ti, que deixaste o jardim do paraíso, ao sair de um jardim fui entregue aos judeus e num jardim, crucificado.
Vê em meu rosto os escarros que por ti recebi, para restituir-te o sopro da vida original. Vê na minha face as bofetadas que levei para restaurar, conforme à minha imagem, tua beleza corrompida.
Vê em minhas costas as marcas dos açoites que suportei por ti para retirar de teus ombros o peso dos pecados. Vê minhas mãos fortemente pregadas à árvore da cruz, por causa de ti, como outrora estendeste levianamente as tuas mãos para a árvore do paraíso.
Adormeci na cruz e por tua causa a lança penetrou no meu lado, como Eva surgiu do teu, ao adormeceres no paraíso. Meu lado curou a dor do teu lado. Meu sono vai arrancar-te do sono da morte. Minha lança deteve a lança que estava dirigida contra ti.
Levanta-te, vamos daqui. O inimigo te expulsou da terra do paraíso; eu, porém, já não te coloco no paraíso mas num trono celeste. O inimigo afastou de ti a árvore, símbolo da vida; eu, porém, que sou a vida, estou agora junto de ti. Constituí anjos que, como servos, te guardassem; ordeno agora que eles te adorem como Deus, embora não sejas Deus.
Está preparado o trono dos querubins, prontos e a postos os mensageiros, construído o leito nupcial, preparado o banquete, as mansões e os tabernáculos eternos adornados, abertos os tesouros de todos os bens e o reino dos céus preparado para ti desde toda a eternidade”.


Compartilhe

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...