terça-feira, 31 de julho de 2012

Dinâmica para Catequistas Unidos!

Olá meus amigos!  Olá  povo de Deus!


Estou de volta, após uma  agradável pausa para curtir a família e para me desintoxicar da internet...rsrsrs . 

Andei pensando nos Catequistas Unidos... 
Nós os Catequistas Unidos, precisamos  exercitar-nos para fazer jus ao nome, né? 

Então pensei em uma forma de encurtar as distancias entre todos nós... principalmente neste mês de agosto... mês das vocações.
... E separei  por estados onde moram e proponho que durante este mês dedicado as vocações interajam...
 Visitem os blogs... não apenas visitinhas rápidas... 
curtam os "blogs  vizinhos"... 
conheçam os autores... 
aprendam e ensinem... 
compartilhem idéias e sugestões... 
...quem sabe gosta de um recurso usado no blog então aprenda e use no seu!

Acho que com esses sub grupos  não ficaremos em falta com nossos colegas... poderemos visitá-los e tornar-mos seguidores de quem ainda não somos!


Que essa dinâmica nos leve a experimentar a vontade de conhecer pessoas que compartilham da mesma vocação que nós.  Este é o propósito! 




 Uma feliz mês para todos!

segunda-feira, 30 de julho de 2012


Oi Povo de Deus!!!
Dia 1º volto com as atualizações que me pediram, com novidades pros Catequistas Unidos e com muita saudade de todos vocês!

Fiquem com Deus!

quarta-feira, 25 de julho de 2012

São Cristóvão - 25 de julho


HISTÓRIA DE SÃO CRISTÓVÃO

Cristóvão era de linhagem Cananéia, de estatura elevada e ereta, rosto feio e aparência assustadora. Tinha doze cúbitos de comprimento, e lemos em algumas histórias que, quando estava a serviço do rei de Canaã, vivendo junto a ele, veio-lhe à mente procurar o maior príncipe existente no mundo e a ele servir e obedecer. E foi tão longe, que encontrou o legítimo grande rei, cuja fama geralmente era de que seria o maior do mundo. E quando este rei o viu, tomou-o para o seu serviço e o fez habitar em sua corte. Certa vez, um menestrel cantou perante ele uma canção na qual citava constantemente o demônio, e o rei, que era um homem cristão, ao ouvi-lo mencionar o demônio, traçou o sinal da cruz em sua fronte. E quando Cristóvão viu isso, ficou curioso em saber que sinal seria aquele e para que o rei o fizera, e lhe perguntou isso. E por que o rei não lhe queria responder, ele disse: Se não me disserdes, não mais habitarei convosco. Então o rei lhe explicou, dizendo: Sempre que ouço mencionarem o demônio, temo que ele possa ter poder sobre mim, e eu me previno contra ele com este sinal, a fim de que não me faça mal e não me perturbe. Então, Cristóvão lhe disse. Temeis que o demônio vos possa fazer mal? Então, o demônio é mais poderoso e maior do que vós. Por isso, fui enganado em minha esperança e em meu plano, pois supunha ter encontrado o maior e o mair poderoso senhor do mundo, mas eu vos recomendo a Deus, porque vou procura-lo para que seja o meu senhor, e eu, o seu servo.
Em seguida, ele se despediu daquele rei e apressou-se a ir em busca do demônio. E quando passava por um grande deserto, avistou um grande séqüito de cavalheiros, no meio dos quais se destacava um cavalheiro cruel e horrível que, aproximando-se dele, lhe perguntou qual era o seu destino, e Critóvão, respondendo, disse-lhe: 'Estou à procura do demônio, para que seja o meu senhor'. E ele lhe respondeu: 'Eu sou quem procuras'. Então, Cristóvão ficou contente, pediu-lhe para ser seu servo perpétuo e o tomou como seu mestre e senhor. E indo os dois juntos pelo mesmo caminho, encontraram nele uma cruz erguida. O demônio, ao avistar a cruz, logo ficou apavorado e fugiu, deixando o caminho normal, e, fazendo um grande desvio, fez Cristóvão passar por um deserto árido. Mais trade, quando já haviam contornado a cruz, reconduziu-o ao caminho principal que haviam deixado. Quando Cristóvão perguntou porque hesitara e abandonara o caminho principal e limpo e entrara num deserto assim tão árido, o demônio não quis lhe explicar de forma alguma. Então, Cristóvão lhe disse: 'Se não me disseres, separar-me-ei imediatamente de ti e não mais te servirei'. Ao que o demônio se viu obrigado a lhe contar, dizendo-lhe: 'Havia um homem chamado Cristo que foi suspenso numa cruz, e, quando vejo o seu sinal, fico apavorado e fujo dele, onde quer que o veja'. Cristóvão disse-lhe: 'Então, ele é maior e mais poderoso que tu, já que tens medo do seu sinal, e eu, agora, por não ter encontrado o maior senhor do mundo, compreendo bem que trabalhei em vão. E eu não mais servirei a ti; segue, pois, teu caminho, pois eu vou à procura de Cristo'.
E após ter, durante muito tempo, procurado e perguntado onde poderia encontrar Cristo, finalmente, chegou a um grande deserto, até onde habitava um eremita, e este lhe falou de Jesus Cristo e o instruiu diligentemente na fé e lhe disse: 'Este Rei a quem desejas servir pede o serviço de jejuares muitas vezes'. E Cristóvão lhe disse: 'Pede de mim qualquer outra coisa, que eu a farei, pois o que me pedes eu não farei'. E o eremita lhe disse: 'Então, deves vigiar e orar constantemente'. E Cristóvão lhe disse: 'Não sei o que isto seja. Não farei tal coisa'. Então o eremita lhe disse: 'Conheces aquele rio assim e assim, onde muitos pereceram e se perderam?' Ao que Cristóvão respondeu: 'Conheço-o muito bem'. Então lhe disse o eremita: 'Como és de estatura nobre, elevada e forte em teus membros, deves morar perto daquele rio, e transportarás pelo mesmo todos quantos por ele precisarem passar, o que será algo muito agradável a Nosso Senhor Jesus Cristo, a quem desejas servir, e eu espero que Ele se mostrará a ti'. Então disse Cristóvão: 'Sem dúvida, este serviço eu posso muito bem executar, e eu prometo a ele que o farei'. Em seguida, Cristóvão foi até aquele rio e lá construiu uma morada para si e carregava nas mãos uma grande vara, à guisa de bastão, para se apoiar dentro da água, e assim transportava toda sorte de pessoas, sem parar. E lá habitou, executando esse trabalho, durante muitos dias.
E certa vez, quando dormia em sua choupana, ouviu uma voz de criança que o chamava e dizia: 'Cristóvão, sai de dentro e vem carregar-me até a outra margem'. Então, levantou-se e saiu, porém não viu ninguém. E voltando de novo para dentro da casa, ouviu a mesma voz, correu para fora e não avistou ninguém. Pela terceira vez, foi ele chamado e, saindo, viu uma criança à beira do rio, que lhe pediu por favor que o transportasse para a outra margem. Então, Cristóvão pôs aquela criança aos ombros, apanhou o bastão e entrou no rio para atravessa-lo. E a água do rio subiu e aumentava cada vez mais; e a criança pesava como chumbo, e a cada passo que dava rumo ao centro do rio, a água aumentava e crescia cada vez mais, e a criança tornava-se mais pesada ainda, a tal ponto que Cristóvão ficou muito angustiado e temia vir a afogar-se. Por fim, conseguiu escapar daquela situação com grande esforço, fez a travessia e colocou a criança no chão, e disse a ela: 'Menino, puseste-me num grande perigo; pesas tanto como se tivesse o mundo sobre os meus ombros: não poderia carregar um peso maior'. E o menino respondeu: 'Cristóvão, não te espantes, pois não só carregaste o mundo inteiro em teus ombros, como também carregaste Aquele que criou e fez o mundo inteiro. Eu sou Jesus Cristo, o Rei, a quem serves neste mundo. E para que saibas que digo a verdade, põe teu bastão no chão, junto à tua casa, e amanhã verás que ele estará coberto de flores e de frutos'. E desapareceu de repente de sua vista. Então, Cristóvão colocou o bastão na terra, e, quando levantou de manhã, encontrou-o parecido com uma palmeira, carregado de flores, folhas e tâmaras.
Então, Cristóvão se dirigiu até a cidade de Lícia e não conseguia entender a linguagem de seus habitantes. Então, orou ao Senhor, para que fizesse com que pudesse entende-los, e assim fez. E enquanto estava rezando, os juízes pensavam que estivesse louco, e o deixaram lá sozinho. Então, quando Cristóvão pôde entender o que diziam, cobriu o semblante e foi até o lugar onde costumavam martirizar os cristãos, e os confortou em nome do Senhor. Então, os juízes bateram-lhe na face, e Cristóvão lhes disse: 'Se eu não fosse cristão, eu vingaria esta ofensa'. Então Cristóvão arremessou o seu bastão no chão e pediu ao Senhor que, para converter aquelas pessoas, ele devia se cobrir de flores e de frutos. E logo assim sucedeu. E então, converteu oito mil pessoas. E o rei enviou dois cavaleiros para que o trouxessem, e o encontraram orando, e não ousaram lhe dizer isso. E logo em seguida, o rei mandou muitos outros cavalheiros e logo se puseram a rezar com ele. E quando Cristóvão se ergueu, disse a eles: 'O que procurais?' E ao verem o seu semblante, lhe disseram: 'O rei nos mandou aqui, a fim de amarra-lo e conduzi-lo até ele'. E Cristóvão lhes disse: 'Se eu quisesse, não poderíeis me levar até ele, amarrado ou solto'. E eles lhe disseram: 'Se quiseres seguir o teu caminho, vai livre, para onde quiseres. E nós diremos ao rei que não te encontramos'. 'Assim não será', disse-lhes ele, 'mas eu irei convosco'. Então, ele os converteu à Fé, e ordenou-lhes que deviam lhe atar as mãos às costas e conduzi-lo assim amarrado à presença do rei. E quando o rei o avistou, ficou apavorado e caiu do trono. E os servos o ergueram novamente. Então, o rei perguntou pelo seu nome e pela sua pátria. E Cristóvão lhe respondeu: 'Antes de ser batizado, eu me chamava Réprobo, e depois, eu sou Cristóvão; antes do batismo, um cananeu; agora um cristão'. Ao que disse o rei: Tens um nome tolo, isto é, o nome de Cristo crucificado, que não conseguiu livrar-se e não pode ser-te útil. Como, pois, maldizes os cananeus, por que não sacrificas aos nossos deuses?' Cristóvão respondeu-lhe: 'Com razão te chamas Dagnus, pois és a morte do mundo e o companheiro do demônio, e os teus deuses são obras de mãos humanas'. E o rei lhe disse: 'Foste alimentado entre animais selvagens e por isso só podes falar uma linguagem rude e palavras desconhecidas dos homens. E agora, se quiseres sacrificar aos deuses, dar-te-ei grandes presentes e grandes honrarias, e se não quiseres, destruir-te-ei e acabarei contigo, no meio de grandes sofrimentos e torturas'. Mas, apesar de tudo isso, ele não se dispôs, de forma alguma, a sacrificar, por isso ele foi mandado para a prisão, e o rei mandou decapitar outros cavaleiros que havia mandado buscá-lo, e a quem ele convertera.
"Em seguida, o rei mandou levar para dentro da prisão de Cristóvão duas mulheres bonitas, uma das quais se chamava Nicéia e a outra Aquilina, e prometeu a elas grandes presentes caso conseguissem fazer com que Cristóvão pecasse com elas. Quando Cristóvão notou isso, prostrou-se em oração, e ao ser forçado por elas, que o abraçaram para que se resolvesse a agir, ele se ergueu e disse: 'O que procurais? Para que fim aqui viestes?' E elas, ficando assustadas com seu aspecto e com a expressão clara do seu semblante, disseram: 'Ó santo de Deus, compadecei-vos de nós, a fim de que creiamos neste Deus que pregais'. E quando o rei ouviu isso, ordenou que as duas fossem retiradas de lá e trazidas à sua presença. E lhes disse: 'Fostes enganadas. Mas conjuro-vos pelos meus deuses que, se não sacrificardes a eles, sereis imediatamente castigadas com uma morte horrível'. E elas lhe disseram: 'Se quiserdes que sacrifiquemos, ordenai que o lugar fique livre e que todas as pessoas se reúnam no templo'. Quando isso foi feito, elas entraram no templo, tomaram os cintos e os colocaram em volta do pescoço dos deuses e os arrastaram até o chão, e os fizeram em pedaços. E disseram aos que estavam presentes: 'Chamai os médicos e os que trabalham com sanguessugas para que curem os vossos deuses'. Então, por ordem do rei, Aquilina foi enforcada, e uma enorme pedra foi amarrada e suspensa aos seus pés, de modo que os seus membros foram quebrados de modo horrível. E quando estava morta e passou para o Senhor, sua irmã Nicéia foi atirada a uma grande fogueira, porém ela conseguiu sair ilesa, intacta. Então eles mandaram decepar-lhe a cabeça à força e assim sofreu a morte.
A seguir, Cristóvão foi trazido à presença do rei. Este ordenou que fosse torturado com varas de ferro e colocada em sua cabeça uma cruz de ferro em brasa. Em seguida, após mandar fazer um recipiente de ferro e pôr Cristóvão amarrado dentro dele, ordenou que colocassem fogo por baixo, e o enchessem de piche. Mas o recipiente se derreteu como cera, e Cristóvão saiu sem qualquer ferimento ou queimadura. E o ver isso, o rei ordenou que fosse amarrado a um poste resistente e fosse crivado de flechas por quarenta arqueiros. Contudo, nenhum daqueles arqueiros conseguiu acertá-lo, pois as flechas ficavam imóveis no ar, próximas a ele, sem toca-lo. Então o rei, imaginando que tivesse sido atravessado pelas flechas dos arqueiros, dirigiu-se até ele para ficar bem perto. E uma das flechas, virando-se repentinamente no ar, atingiu-o num dos olhos, deixando-o cego. Cristóvão disse-lhe: 'Tirano, vou morrer amanhã. Fazei um pouco de lama misturada ao meu sangue e ungi com ela vosso olho e sereis curado'. Então, à ordem do rei, ele foi levado para que lhe cortassem a cabeça. Fez a sua oração, e a cabeça lhe foi decepada, e assim sofreu o martírio. E o rei então pegou um pouco do seu sangue e o colocou na vista, e disse: 'Em nome de Deus e de S. Cristóvão' e logo ficou curado. Então o rei acreditou em Deus e deu ordens para que, se qualquer pessoa culpasse a Deus ou a S. Cristóvão, deveria ser imediatamente morto à espada.
Esta é, com algumas alterações, a história de S. Cristóvão, extraída da Legenda Áurea, da forma como foi traduzida para o inglês por William Caxton, uma história conhecida em toda a cristandade, tanto no Oriente como no Ocidente. Dela surgiu a crença popular de que todo aquele que contemplasse uma imagem do santo naquele dia não sofreria mal algum: crença essa que foi responsável pela colocação de grandes estátuas e afrescos que o representavam na parte oposta à entrada das igrejas (algumas das quais ainda existem em nosso próprio país), de forma que todos os que entrassem pudessem vê-la. Ele era o santo padroeiro dos viajantes, sendo invocado contra os perigos representados pelas águas, tempestades e pragas. E, em épocas mais recentes, encontrou uma popularidade renovada como padroeiro dos motoristas.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Retrospectiva...

Olá querido Povo de Deus!!!
Talvez quando leram o título deste post tenham pensado que eu errei...rsrs
Retrospectiva no meio do ano?  Sim! Porque não???
Meu trabalho e vida está sendo reavaliada... Por quem???
Por mim. 
Semana passada Jesus mandou (e qd Ele manda... eu obedeço), criar um meio on line para rezar por quem também estivesse on line.  Gente foi uma loucura... me senti meio "Jeremias" e falei para Jesus... Mas eu nunca fui a um Grupo de oração, sou ignorante a esse respeito. Jesus riu comigo... e eu criei sem saber o que aconteceria o Grupo Virtual de Oração e Intercessão Real no Facebook.
Aliás agora estou me lembrando que no carnaval deste ano eu participei (pela tv) do Acampamento de Oração na Canção Nova com o Pe.Rufus... lembram?
Bom é isso... Jesus é Maravilhoso! 
 Experimentar o Poder da Oração pode e deve transformar a sua vida!
Catequistas nós precisamos nos aprofundar na Oração!

Quanto aos Catequistas Unidos, completamos um ano... muito foi feito... com certeza levamos Jesus a muitos cantinhos distantes... mas foi só o primeiro ano... novidades estão chegando, aguardem! 

Continuando a auto avaliação, o que fiz aqui no blog que mais me proporcionou alegria foi o Curso de Férias Santa... a semente foi jogada e que vocês exercitem a criatividade, nossa Catequese merece!
  Agradeço a paciência de esperarem as aulinhas...rs
Dedico um certificado a todos os visitantes anônimos que me prestigiam com sua visita diária.
E todos que participaram de alguma forma em algum dia de curso clique na imagem e receba com carinho seu certificado...


Então meu povo  o Catequese na Net vai tirar uns dias de Férias, voltará se Deus quiser no dia 
01/ 08/2012. 


Comportem-se!!!
Paz de Cristo!

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Molde de 5º dia do Curso

Queridos espero que esteja compreensível...
Depois quero ver os anjinhos docês tudo!

para voces terem uma noção do tamanho... A asa do anjinho tem  10 cm de largura.

Paz de Cristo!

Dia de São Bento - 11 de julho


São Bento de Núrsia, patriarca dos monges do ocidente nasceu em 480, nasceu numa família da alta nobreza na Itália.
Monge fundador da Ordem dos Beneditinos, uma das maiores ordens monásticas do mundo.

Seu lema era “ora e labora”, e São Bento  criou a “Regra de São Bento”, sendo esta a mais utilizada regra de vida monástica existente, e inspiradora de outras comunidades religiosas.

Agraciado com vários dons...  tinha a capacidade de anunciar com grande precisão acontecimentos futuros...
A graça da compunção( pesar de ter ofendido a Deus) e o Dom das lágrimas fazia de São Bento um homem compassivo e profundamente orante. As lágrimas lhe desciam pelos olhos diante das revelações que Deus lhe permitia receber.

São Bento previu a sua morte, sendo que 6 dias antes mandou preparar o seu túmulo, doente e com o corpo abatido devido ás penitências dirigiu-se á celebração Eucarística, comungou e morreu de pé, sustentado pelos seus disciplos.

São Bento servia-se do sinal da cruz para fazer milagres e vencer as tentações. Daí, veio o costume muito antigo, de representá-lo com uma cruz na mão.

São Bento foi designado Santo Padroeiro da Europa pelo Papa Paulo VI em 1964, sendo venerado tanto por católicos como por ortodoxos.

São numerosos os fatos maravilhosos atribuídos a esta medalha. Contudo, a medalha não age automaticamente contra todas as adversidades, como se fosse um talismã ou vara mágica. Todo cristão, a exemplo de Jesus Cristo, deve carregar a sua cruz. Pois, é necessário que nossas faltas sejam expiadas; nossa fé seja provada; e nossa caridade purificada, para que aumentem nossos méritos.

O símbolo da nossa redenção, a Cruz, gravada na medalha, não tem por fim nos livrar da prova; no entanto, a virtude da Cruz de Jesus e a intercessão de São Bento produzirão efeitos salutares em muitas circunstâncias. A medalha concede, também, graças especiais para a hora da morte, pois São Bento com São José são padroeiros da boa morte.

Para se ficar livre das ciladas do demônio, é preciso, acima de tudo, estar na graça e amizade com Deus. Portanto, é preciso servi-lo e amá-lo, cumprindo todos os deveres religiosos: oração, Missa dominical, recepção dos Sacramentos, cumprimento dos deveres de justiça; em uma palavra, cumprimento de todos os mandamentos da Lei de Deus e da Igreja. Nem o demônio, nem alguma criatura, tem o poder de prejudicar verdadeiramente uma alma unida a Deus.

Em resumo, o efeito da medalha de São Bento depende em grande parte das disposições da pessoa para com Deus e da observância dos requisitos acima mencionados.
__._,_.___

terça-feira, 10 de julho de 2012

5º e último dia - Curso de Férias Santa!

Olá turminha de Deus!

Já em clima de despedida e com saudades apresento  hoje mais sugestões de atividades, reciclando materiais que facilmente temos em casa.

Por ser bem versátil o que faremos hoje, vocês poderão adaptar a qualquer tema que estejam trabalhando.  Espero que gostem!

Deixo aqui um pedido para que me enviem fotos de quando executarem qualquer atividade proposta neste cursinho.

E é isso queridos catequistas... praticando vamos desenvolvendo nossa criatividade e habilidades, a única coisa que não pode faltar é a boa vontade!
Este Cd foi reaproveitado e virou um lindo ímã de geladeira! Vapt! Vupt!

O mesmo anjinho usado no cd... aqui ele foi usado como lembrancinha que dei aos catequizandos na 1ª Eucaristia. Também é ímã de geladeira. 

Material usado para criarmos um móbile religioso.... 2 cds e 2 imagens a gosto.  Peçam antecipadamente as crianças.

Colamos a fita com cola quente, unindo os dois cds, deixando a parte brilhante para fora.

Add caption
Não estava no projeto... mas vi esse colar velho e resolvi usar parte dele... podem aproveitar a ideia.... ou usarem fuxiquinhos... ou contas de colares ou brincos antigos, ou ainda apenas lacinhos de fitas para compor a parte de baixo do móbile.

Aqui mais uma sugestão que pode virar um móbile ou um lindo ímã de geladeira.  Foi feito com cd usado e papel recortado, a auréola brilhante é EVA.  Eu não tive tempo... mas crie detalhes com cola glitter e com a tinta relevo, as crianças amam!

Fiquem com Deus!!!
Boas Férias!!!

4º Dia Molde - Curso de Férias Santa!

Olá amados, ontem fiquei devendo o molde das frutas...
Aqui está!
Agora deixa eu correr.... daqui a pouco volto com a última aulinha do nosso curso!

Paz de Cristo!


Morre Cardeal Eugênio Sales


RJ decreta luto de três dias por morte de Dom Eugenio Sales


A Arquidiocese do Rio de Janeiro informou no fim da noite desta segunda-feira, 9 de julho, a morte do arcebispo emérito do Rio de Janeiro, Cardeal Eugênio de Araújo Sales, aos 91 anos, vítima de um infarto enquanto dormia em sua casa no bairro do Sumaré, na capital carioca. 

“Foi um homem que seguiu Jesus Cristo, que soube estar presente nos momentos do Brasil”, avaliou dom Orani João Tempesta.
Agora estão juntos novamente!

segunda-feira, 9 de julho de 2012

4º Dia - Curso de Férias Santa!

Boa noite turminha...
Várias idéias me vieram a mente para explorar e desenvolver o tema para o nosso encontro de hoje... mas o tempo foi cruel e passou rápido demais...rsrsr acredito que as idéias que consegui executar já servirão de inspiração para voces e se tiverem algo para partilhar sobre este tema podem deixar comentários ou envie por e-mail que postarei aqui com muito gosto.

Já fizemos e trabalhamos no encontro anterior o "Espírito Santo", hoje iremos trabalhar e aprender sobre os: "frutos do Espírito Santo".

Vamos cantar, fazer nossa oração e iniciar nosso encontro!

O texto de I Coríntios 12, 1-11 ensina como o Espírito Santo

distribui os seus dons...  “como lhe apraz, a cada um, individualmente”. 


Dom é um presente de Deus, dádiva, poder, virtude e privilégio.

Todos nós  batizados temos pelo menos um dom.

Também dizemos que cada dom é um fruto... e essa é a nossa atividade!

Boa plantação e boa colheita!

As frutas fiz de EVA, mas pode ser usado: papelão, cartolina ou mesmo uma folha com as frutas para as crianças colorirem.
Risque as frutas e recorte.

Agora pinte e faça os detalhes.

Cole as folhinhas e depois cole cada fruta em um palito de churrasco.


Em cada fruta escreva um Dom... e enfeite o palito como desejar...exemplo o coração que usei.
Agora monte o arranjinho em uma latinha ou vasinho reciclado e decorado.

Se possível deixe que cada crianças leve para casa a "plantação completa"... assim mais pessoas da família terão acesso e quem sabe sejam despertadas pelo Espírito Santo...
preencham com balas ou bolinho... (o arroz foi só para firmar e tirar as fotos.) rsrsrsr.

Em cada vasinho coloque  essa etiqueta  e explique que é importante cultivarmos o Dom recebido.

Outra sugestão... na latinha de nescau, pintada e decorada com recortes de papel de presente.

Essa é uma sugestão para distribuir os frutos... um saquinho com balas.







domingo, 8 de julho de 2012

09 de Julho - Dia de Santa Paulina


UMA SANTA PARA O NOSSO TEMPO.

Amábile Lúcia Visintainer o nome de batismo de Madre Paulina,  foi a segunda filha de Antônio Napoleone Visintainer e Anna Pianezzer, Nascida no dia 16 de dezembro de 1865, em Vígolo Vattaro, Trento, norte da Itália.


Imigrante italiana radicada no Brasil desde os nove anos de idade,  adotou o Brasil como sua pátria e os brasileiros como irmãos... sua família estabeleceu-se na localidade de Vígolo - Nova Trento em Santa Catarina .

Em 1887 faleceu sua mãe e Amábile cuidou da família até o pai contrair novo casamento. Desde pequena ajudava na Paróquia de Nova Trento, especificamente na Capela de Vígolo, como paroquiana engajada na vida pastoral e social. 

Aos 12 de julho de 1890 com sua amiga, Virginia Rosa Nicolodi, deu início à Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, cuidando de Lúcia Angela Viviani, portadora de câncer, em fase terminal, num casebre doado por Beniamino Gallotti. Após a morte da enferma, em 1891, juntou-se a ela a segunda irmã Teresa Anna Maule.

Em 1894 o trio fundacional da Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, transferiu-se para a cidade de Nova Trento. Receberam em doação o terreno e a casa de madeira dos generosos benfeitores: João Valle e Francisco Sgrott.

Em 1903, Santa Paulina foi eleita, pelas Irmãs, Superiora Geral, por toda a vida. Nesse mesmo ano, deixou Nova Trento para cuidar dos ex-escravos idosos e crianças órfãs, no Ipiranga, em São Paulo - SP. Recebeu apoio do Pe. Luiz Maria Rossi e ajuda de Benfeitores em especial do conde Dr. José Vicente de Azevedo.

Em 1909 a Congregação cresce nos Estados de Santa Catarina e São Paulo. As Irmãs assumem a missão evangelizadora na educação, na catequese, no cuidado às pessoas idosas, doentes e crianças órfãs. Nesse mesmo ano, Santa Paulina é deposta do cargo de Superiora Geral pela autoridade eclesiástica e enviada para Bragança Paulista a fim de cuidar de asilados onde testemunha humildade heróica e amor ao Reino de Deus.

Santa Paulina morre aos 77 anos, na Casa Geral em São Paulo, dia 9 de julho de 1942, com fama de santidade; pois viveu em grau heroico as virtudes de 
FÉ, ESPERANÇA e CARIDADE e demais virtudes.




Como se crê?



YOUCAT

Primeira Parte: Em que cremos


Terceiro Capítulo: O ser humano responde a Deus.

 22. Como se crê?

"Quem crê procura uma ligação pessoal com Deus e está pronto a crer em tudo o que Ele revelou acerca de Si mesmo[150-152]

Quando a fé nasce, ocorre com frequência uma perturbação ou um desassossego. O ser humano apercebe-se de que o mundo visível e o decurso normal das coisas não correspondem a tudo o que existe. Sente-se tocado por um mistério. Persegue as postas que o remetem para a existência de Deus e encontra-se cada vez mais confiante em abordar Deus e, por fim, ligar-se a Ele livremente. Diz-se no Evangelho segundo São João: 'A Deus, nunca ninguém O viu. O Filho Unigênito, que está no seio do Pai, é que O deu a conhecer.' Portanto, temos de crer em Jesus, o Filho de Deus, se queremos saber o que Deus nos quer comunicar. Assim, crer significa aderir a Jesus e entregar a nossa vida inteira nas Suas mãos."

Fé - o que é isso?


YOUCAT
Primeira Parte: Em que cremos


Terceiro Capítulo: O ser humano responde a Deus.

 21. Fé - o que é isso?

"Fé é conhecimento e confiança. Tem sete características:

 A fé é uma pura dádiva de Deus, que nós obtemos se intensamente a pedirmos.
 A fé é a força sobrenatural de que necessariamente precisamos para alcançar a salvação.
 A fé requer a vontade livre e a lucidez do ser humano quando ele se abandona ao convite divino.
 A fé é absolutamente seguro porque Jesus o garante.
 A fé é incompleta enquanto não se tornar operante no amor.
 A fé cresce na medida em que escutamos cada vez melhor a Palavra de Deus e permanecemos com Ele, na oração, em vivo intercâmbio.
 A fé permite-nos já a experiência do alegre antegozo do Céu. [153-165, 179-180, 183-184]

Muitos afirmam que "crer" é demasiado pouco; eles querem é "saber". A palavra "crer" tem, no entanto, dois sentidos completamente distintos. Se um paraquedista, no aeroporto, pergunta ao empregado: 'O paraquedas está corretamente acondicionado?', e este casualmente responder: 'Hum, creio que sim...', isso então não lhe bastará; ele quer mesmo saber. Se, todavia, ele tiver pedido a um amigo para acondicionar o paraquedas, e este lhe responder à mesma pergunta: 'Sim, eu pessoalmente encarreguei-me de o fazer. Podes confiar em mim!', o paraquedista responder-lhe-á então: 'Está bem, acredito em ti!'. Esta fé é muito mais que 'conhecimento', ela significa certeza. E esta é a fé que fez Abraão mudar-se para a Terra Prometida, esta é a fé que fez os Mártires preservarem até à morte, esta é a fé que ainda hoje mantém de pé os cristãos perseguidos.
Uma fé que compreende todo o ser humano..."

sexta-feira, 6 de julho de 2012

3º Dia - II Curso de Férias Santa!

Desculpem o atraso!!!
Oba! Estou tão contente povo de Deus!
Contente por vocês estarem gostando e participando... 
Estou contente pois a cada comentário vejo que era isso que Jesus queria q eu fizesse nestas férias... vcs viram qts catequistas já tinham material guardado esperando aparecer uma utilização?
Me emocionei com o comentário entusiasmado de todos, viram a alegria do fofo do Jonathan?
Amei ver que muitos participaram anonimamente no 1º e agora o Espírito de Deus as animou para se identificarem... isso motiva demais!!!

Ontem conversando com a Erica Magro no face book, eu disse que o curso está bom pq é fruto do Espírito Santo agindo sobre nós... e então na hora me veio a ideia do tema de hoje:
O Espírito Santo!!!



Catequista que inicia um encontro sem pedir o auxílio do Espírito Santo ...  está remando contra a maré!  Quem não tem o hábito... faça a experiência e verá como tudo fluirá melhor!  Ensine as crianças... nenhuma tarefa que executamos devemos iniciar sem clamar a presença do Espírito de Deus!

Meu Deus obrigada por trazer ao Catequese na Net esse seu povo maravilhoso que eu amo tanto!

 Espero que gostem e deixem-se conduzir por Ele!
Façam a oração inicial e cante uma música bem bonita!

Para realizar o trabalhinho de hoje vamos precisar de:
* madeira ou papelão para fazermos o quadrinho.
tinta látex (aquela de pintar parede) ou cartolina decorada...  Depende do material que vocês terão disponível.
* EVA na cor escolhida. 
* Tinta preta e pincel para detalhes ou caneta para retroprojetor.
* 1 Lacre de latinha de refrigerante. 





Visitem estes posts e peguem a oração para entregarem junto.
http://www.catequesenanet.com.br/2012/03/oracao-espirito-santo.html



Turminha abençoada a 4ª aulinha só na segunda feira, ok?
Assim temos um tempinho para descansar...
Se você estiver chegando agora... para participar do curso é só puxar a cadeira e conversar comigo através dos comentários... deixe um comentário em cada aulinha... espero que gostem!
Paz de Cristo!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

2º Dia - II Curso de Férias Santa!

Olá povo de Deus!

 Todo católico tem seus santos(as) de devoção, né?  
Não somo idólatras... com todo respeito, nós veneramos...  Não adoramos imagens, nem santos e nem Nossa Senhora... adoramos apenas a Deus. Mas hoje não vamos tratar disso... só aproveitei como toda catequista para dar uma pincelada...rs


Costumo dizer que devoção a santos é igual gostar ou não gostar de determinados médicos...   cada um tem afinidade com um... é meio mágico... rsrsrs  
Ninguém força... acontece naturalmente, devido a vários fatores... por ser o padroeiro (a) da paróquia, porque conhecemos alguém que ensinou a devoção... são lindas as histórias e testemunhos que ouvimos.

E esse é o tema do nosso encontro de hoje!
Que tal confeccionarmos capelinhas e relicários com as crianças?


Vamos fazer nossa oração e trabalhar!


Qual  seu  santo ou santa de devoção? 
Vamos dar um tempinho para cada um falar o seu... 
falar de graças alcançadas.... ou se o tempo for curto... vamos trabalhando e perguntando...
Trabalhamos e falamos sobre histórias de santos.


Separei algumas fotos para servir de inspiração... espero que gostem e criem  lindos oratórios!


Este é um oratório usando caixa de leite, super fácil...


Eu fiz usando papelão e tecido, mas pode ser feito com Cartolina decorada.  

Este mini oratório super fofo e fácil, pode ser ímã de geladeira também!




Este eu fiz com pet e decoupagem usando flores que recortei de papel de presente... o topo da capela pintei com spray dourado... é uma opção rápida e não fica caro pois rende muiiito.

E agora estou muito contente em mostrar esse que criei na hora em q fui na cozinha para fotografar... ninguém pode dizer que não consegue fazer...basta virar a taça, colocar o santinho dentro e zás! Tá pronto!!!

Até amanhã meus queridos, que Jesus e meus santinhos protejam todos vocês!!!!





quarta-feira, 4 de julho de 2012

Eu salvo coisas do lixo!

Olá turminha, estou organizando meus arquivos e finalmente achei fotos de umas artes... vcs sabem q sou arteira, né?
Vejam o antes e o depois... e me digam se eu tenho ou não que ficar de olho no lixo dos outros...rsrsr