segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Para que louvar os santos, para que glorificá-los?

Olá, queridos catequistas e evangelizadores!

Como já viram no post anterior, estamos em preparação para o Dia de Todos os Santos.  O título deste post é um trecho que inicia o sermão do Abade São Bernardo: 
“Para que louvar os santos, para que glorificá-los? Para que, enfim, esta solenidade? Que lhes importam as honras terrenas? A eles que, segundo a promessa do Filho, o Pai celeste glorifica? Os santos não precisam de nossas homenagens. Não há dúvida alguma, se veneramos os santos, o interesse é nosso, não deles”.
Todos estes combatentes (santos) de Deus, merecem nossa imitação, pois foram adolescentes, jovens, homens casados, mães de família, operários, empregados, patrões, sacerdotes, pobres mendigos, profissionais, militares ou religiosos que se tornaram um sinal do que o Espírito Santo pode fazer num ser humano que se decide a viver o Evangelho que atua na Igreja e na sociedade.
“A perfeição cristã só tem um limite: ser ilimitada” (CIC 2028)

Vamos nos esforçar para fazermos e fazermos bem feito!

Paz de Cristo!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo contato, responderei o mais breve possível!