segunda-feira, 30 de abril de 2012

Pedido de Oração!

Povo de Deus,
Abrindo as postagens já  de maio mês dedicado a 
Nossa Senhora, nossa mãe querida!
Peço que façam uma oração por
uma amiga minha que foi diagnosticada com um câncer raríssimo, a Mitia é uma filha boníssima, mãe de uma linda menininha de 6 anos. Ela passará pelo procedimento cirúrgico amanhã.
Que Nossa Senhora a cubra com seu manto, tranquilize seu coração e rogue ao seu filho N.S. Jesus Cristo por sua cura.
Amém!





domingo, 29 de abril de 2012

Emergência!



Quando precisardes de um amigo, Deus está de prontidão a tua espera. Não procure a verdade em outro lugares, pois o verdadeiro Caminho está em Deus. Está na Sagrada Escritura. Então quando estiver precisando de ajuda, vá até Aquele que com certeza vai te acolher e saber com exatidão o que te dizer. (◠-◠)




Fonte:  Facebook Deus

sábado, 28 de abril de 2012

Testemunho de Conversão

Olá Filhos do Céu!
É com muita alegria que venho divulgar um testemunho de conversão.
Eu sei que muitos blogs e sites  publicam testemunhos...
Mas esse testemunho é muiiito  especial por ser uma conversão onde Deus utilizou o nosso blog como instrumento.
Jesus tocou o coração dessa jovem através do 1º texto que publicamos.   A Carta aos Jovens, texto que foi atribuído ao Papa João Paulo II.

Finalizo deixando um ensinamento que São Paulo, escreveu ao jovem ministro Timóteo, ele recomendou:

"Sê o exemplo dos fieis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza"
1 Tm 4,12.


Obs. O  texto foi escaniado com a autorização da jovem.



Comos sabemos o que pertence à verdadeira fé?



YOUCAT
Primeira Parte: Em que cremos


Segundo Capítulo: Deus aproxima-se de nós, seres humanos.

 12. Como sabemos o que pertence à verdadeira fé?

"Encontramos a verdadeira fé na Sagrada Escritura e na Tradição viva da Igreja. [76, 80-82, 85-87, 97, 100]

O NOVO TESTAMENTO surgiu da fé da Igreja. Escritura e Tradição pertencem-se mutuamente. A transmissão da fé na ocorre primordialmente através de textos. Santo Hilário de Poitiers, bispo da Igreja antiga, dizia: 'A Sagrada Escritura está escrita no coração da Igreja, mais que em pergaminho'. Já os discípulos e os Apóstolos tiveram a experiência da Vida Nova antes de mais através da comunhão viva com Jesus. A jovem Igreja convidou outras pessoas a esta comunhão, que continuou de outra maneira após a ressurreição. Os primeiros cristãos eram assíduos ao ensino dos Apóstolos, à comunhão fraterna, à fração do pão e às orações (At 2, 42). Eles eram unidos entre si, mas tinhas espaço para os outros. É isto que constitui a fé até hoje: os cristãos convidam outras pessoas para descobrirem a comunhão com Deus, a qual, desde os tempos dos Apóstolos, se manteve genuína na Igreja Católica."


A verdadeira fé está toda na Sagrada Escritura sem quaisquer mudança. A fé está em pequenos atos cotidianos, está em textos bíblicos, na missa. Está na sagrada Tradição. A fé está na Igreja, está em cada um de nós. Para encontrarmos-na só é preciso abrir nossa Bíblia e compreender tais passagens. Podemos nos lembrar também das palavras de Jesus, que nos ensina com docilidade o caminho certo e a verdade.

Portanto, a sagrada Tradição e a Sagrada Escritura estão intimamente unidas e compenetradas entre si. Com efeito, derivando ambas da mesma fonte divina, fazem como que uma coisa só e tendem ao mesmo fim.

- Concílio Vaticano II, Dei verbum, nº 9

Quem ama o filho...

Ama a mãe!

Capa para Caderno de Anotações

E aí pensando em fazer um caderno de anotações para a sua turminha da IAM?

Eles merecem!

Deixo essa sugestão, ideal para impressão colorida. 

Vou preparar algumas sugestões para impressão em preto e branco.

Até mais!


sexta-feira, 27 de abril de 2012

N.S. do Bom Conselho


Amo ser católica

Podem usar a vontade!
Tudo para honra e glória de Deus!




Celibato por Padre Fabio de Melo


Por que ir a igreja?

Olá Povo de Deus!

Recebi essa mensagem por e-mail e achei muito interessante.
Preparei para passar para as crianças... gosto de entregar mensagens edificantes e pedir que leiam em casa.
Espero que gostem também!


Logotipo da nossa IAM

Olá filhos do céu!

Depois de mexer um pouquinho pra lá e pra cá... mudar as cores... eu e a Ir. Renata chegamos a uma arte final... e aqui está a nossa logo.
Vamos usá-la para panfletos, cartazes e se Deus quiser mais tarde camisas.
O que você achou?

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Os mitos e a VERDADE! Mito 4


 “A noção da Missa como Sacrifício é ultrapassada”

Não é.  O Sagrado Magistério da Igreja, por graça do Espírito Santo, é infalível em matéria de fé e moral (Cat., n.2035). Por isso, a fé católica não muda.

A Santa Missa é a Renovação do Único e Eterno Sacrifício de Nosso Senhor, oferecido pelas mãos do sacerdote. Diz o Catecismo da Igreja Católica (n. 1367): 
“O sacrifício de Cristo e o sacrifício da Eucaristia são um único sacrifício.”

O Catecismo anterior, publicado pelo Papa São Pio X em 1905, afirma (n. 652-654):

 (…) Que diferença, pois, e que relação há entre o Sacrifício da Missa e o da Cruz? Entre o Sacrifício da Missa e o sacrifício da Cruz há esta diferença e esta relação: que Jesus Cristo sobre a cruz se ofereceu derramando o seu sangue e merecendo para nós; ao passo que sobre os altares Ele se sacrifica sem derramamento de sangue, e nos aplica os frutos da sua Paixão e Morte.”


Aqui algumas frases de santos sobre o valor da missa:



“Em nossas orações pedimos as graças de Deus. Na Santa Missa Deus fica comprometido em no-las conceder.” 
São Filipe de Néri.

“O homem deveria vibrar, o mundo deveria tremer, o Céu inteiro deveria comover-se profundamente quando o Filho de Deus aparece sobre o altar nas mãos do sacerdote.” 
São Francisco de Assis.


“Se parássemos por um momento e considerássemos com atenção o que ocorre nesse sacramento, estou certo de que pensar no amor que Deus tem por nós transformaria toda a frieza de nossos corações em fogo de amor e gratidão.”
Santa Ângela de Foligno.


“Sem a Santa Missa, o que seria de nós? Todos nós pereceríamos, uma vez que ela é a única coisa que pode deter o braço de Deus. Sem ela, certamente a Igreja não duraria e o mundo estaria perdido irremediavelmente.” 
Santa Teresa de Jesus.



“Nenhuma língua humana poderá enumerar os favores que se correlacionam com a Santa Missa. O pecador se reconcilia com Deus, o justo fica mais reto, os pecados são apagados, os vícios eliminados, a virtude e os méritos crescem e as artimanhas do demônio são frustradas.” 
São Lourenço Justiniano.


“A Santa Missa é uma obra de Deus na qual nos é apresentado todo o amor que Ele nos tem. De certo modo é a síntese e a soma de todos os favores que Ele nos concedeu.” 
São Boaventura.


“Se soubéssemos o que é a Santa Missa, morreríamos de amor”. 
São João Maria Vianney


Quando Santa Margarida Maria Alacoque participava da missa, ela nunca deixava de olhar para o crucifixo e para as velas acesas. Por quê? Ela fazia isso para lembrar-se constantemente de duas coisas: o crucifixo recordava o que Jesus havia sofrido por ela, e as velas acesas lembravam o que ela devia fazer por Jesus, ou seja, sacrificar-se e consumir-se por amor a Ele e pela salvação dos pecadores.


Santo Tomás de Aquino, o grande Doutor Angélico, afirmou em sua vasta obra que a Santa Missa encerra todos os frutos, todas as bênçãos e graças, todos os imensos tesouros comprados com o sangue infinitamente precioso de Nosso Senhor Jesus Cristo na Cruz.


Numa das aparições com que Nosso Senhor favoreceu Santa Matilde, monja beneditina alemã do século XIII, ensinou a ela a melhor maneira de assistir a cada parte da Missa e enumerou as graças especiais concedidas durante cada uma.

Assim, quando se reza três vezes “Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo...”, Cristo não permanece inerte: “Através do primeiro, eu me ofereço a Deus Pai, por vós, com a minha humildade e paciência. Pelo segundo, eu me ofereço com a amargura das minhas dores, para ser vossa reconciliação. No terceiro, eu me ofereço com todo o amor do meu divino coração, para suprir todos os bens que faltam ao homem”.

Disse Jesus à mesma Santa: “Eu te afirmo, eis o que farei por aquele que assiste à Missa com zelo e devoção: eu lhe enviarei na sua hora derradeira, para consolá-lo, defendê-lo e para fazer um cortejo de honra para a sua alma, tantos nobres personagens de minha corte celeste quantas tenham sido as Missas a que assistiu na terra”.






A banalização dos Sacramentos...




Quero expor toda minha tristeza e agonia que sinto a cada dia, quando observo que os sacramentos de Jesus se perdem no coração dos homens e da própria Igreja. 

Durante todos esses anos de catequista, observo cada dia mais a banalização descarada dos Sacramentos Cristãos. É um absurdo a forma que as pessoas encaram os Sacramentos, sem nenhum respeito, sem nenhum apreço, sem nenhuma sacralidade da qual deveria existir. E não é por falta de conhecimento, porque muitos conhecem e entendem os Sacramentos, mas mesmo assim o desrespeitam. Vamos pontuar cada um deles:

O Sacramento do Batismo é tratado mais como uma superstição do que um sacramento. Eu já ouvi dizer que “batizar é bom porque ajuda cair o umbigo da criança”. Sem contar as famílias que sem nenhum conhecimento convida padrinhos que são de outra religião para batizar seus filhos. É inadmissível coisas desse gênero, devemos entender também que é culpa da própria Igreja, culpa do Povo de Deus, de nós catequistas. O que nós estamos fazendo que não conseguimos explicar verdadeiramente o valor de um sacramento essencial para vida cristã? Por que os padres não tiram um pouquinho do tempo da homilia para expor essas questões? Por que concordamos com coisas dessa natureza? Isso é algo que devemos refletir e agir de forma firme.

O Sacramento da Crisma é algo que durante muito tempo pareceu ser “facultativo”. Pois assim me disseram logo depois que fiz a primeira comunhão: “Ah, você faz crisma se quiser, se não quiser não precisa”. E nós sabemos que isso não é verdade. Nós entendemos e sabemos da importância do sacramento do Espírito Santo. E mais uma vez nos calamos, como se concordássemos com essa ideia. As pessoas só procuram a Crisma quando se vêem às vésperas de seu casamento porque a Igreja exigiu a crisma para casar. Aí é aquele corre-corre, aquele desespero para fazer catequese, quanto tempo demora, não dá pra fazer mais rápido, e assim vai se levando um sacramento de Deus “de qualquer maneira”.

O Sacramento da Penitência é outro paradigma que existe dentro da Sociedade. Confessar-se é para beatas, pessoa normal não precisa confessar. Pra quê? Padre come arroz e feijão como eu, não preciso contar meus pecados pra ele. E assim se joga no lixo mais um presente que Deus nos deu. E digo mais, muita gente, mas muita gente dentro da Igreja pensa do mesmo jeito. Não fala, mas pensa. Ficamos com vergonha, não queremos nos expor, temos medo de que o padre conte para alguém e por isso protelamos, esperamos mais um tempo e deixamos de lado, enquanto isso nossa espiritualidade morre e o meu SER de catequista, o meu SER de cristão também. Eu pergunto para você meu irmão, há quanto tempo VOCÊ não se confessa?

O Sacramento da Unção dos Enfermos se perguntarem para um grupo de pessoas quais são os sete sacramentos, a maioria irá esquecer do sacramento da unção. E por que se esquecerão desse sacramento? Porque ele é esquecido por nós católicos. Porque muita gente entende e ensina que esse sacramento é só para a hora da morte. E isso é um erro grave porque o sacramento da Unção também é um sacramento de Cura, assim como o da Penitência, nós devemos encara-lo como um remédio espiritual. Man enquanto isso, nós vivemos doentes espiritualmente por aí e tentamos buscar solução em tantos lugares e não percebemos que a nossa cura está tão clara e viva neste sacramento.

O Sacramento do Matrimônio vemos na televisão, nos jornais, nas revistas, artistas trocando de parceiros, fazendo grandes celebrações de casamento, coisa linda, mas não há sacralidade nenhuma nessas uniões. É somente um grande “evento social”. Isso faz com que todos façam o mesmo e cada vez mais se casa nas Igrejas e cada vez mais se descasa nos tribunais e por quê? Porque os casais de hoje em dia não entendem o presente que Jesus nos dá por meio desse Sacramento.E toda vez que se desfaz uma família é vitória do diabo que une todas as suas forças para acabar com a Graça na vida do homem.

O Sacramento da Ordem é outro sacramento que sempre aparece na mídia ao mostrar casos de Pedofilia e faz com que isso se torne um “prato cheio” para opinião pública denegrir a imagem da Igreja Católica. Devemos pontuar algumas coisas que são importante em relação a isso: primeiro, em todas as atividades há bons profissionais e maus profissionais e o erro e o pecado são inerente ao ser humano. 

Segundo, a Igreja não obriga ninguém a ser padre. Isso passa por um processo de Vocação, de escolha, de livre-arbítrio, é por isso que um vocacionado ao sacerdócio passa em média 8 anos em um seminário estudando, se conhecendo, conhecendo as pessoas, conhecendo o trabalho que ele terá pela frente. O problema é que ainda assim, passam por esse processo pessoas que depois sacerdotes cometem esses erros, o problema é que quando um médico erra ele fere a sua imagem e quando um padre erra ele fere também a Imagem da Igreja. 

Devemos nós leigos, cuidar mais dos nossos padres, devemos rezar para que possamos ter sacerdotes sempre mais santos para nos ajudar a nos levar ao céu.

O Sacramento da Eucaristia o mais banalizado em quantidade e em gravidade, por quê? Porque os primeiros a banalizar a Eucaristia somos nós, católicos, leigos, catequistas, que não nos damos conta da relevância espiritual que esse sacramento tem para nossas vidas. Nós precisamos entender que banalizar este sacramento é banalizar o próprio Cristo. 

Quantas vezes você já comungou em pecado mortal? Quantas vezes você comungou sem sentir preparado para isso? Quantos catequizandos ao fim do ano você viu comungando, mas você sabia que eles não estavam preparados para tal? Quantos padres cometem erros litúrgicos gravíssimos banalizando a Eucaristia.

Pensemos na nossa relação com os sacramentos. Como estamos vivendo os sacramentos? Consigo enxergar Jesus neles, tenho usufruído com responsabilidade e amor os sete grandes presentes que Jesus nos deu por meio da Sua Igreja? 

Pense nisso!

Fernando Lopes

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Oração indulgenciada - Nossa Senhora do Bom Conselho - 26 de abril


Oração a Nossa Senhora do Bom Conselho

Gloriosíssima Virgem Maria, escolhida pelo eterno Conselho para Mãe do Verbo Humanado, tesoureira das divinas graças e advogada dos pecadores, eu, o mais indigno dos vossos servos, a vós recorro para que me sejais guia e conselheira neste vale de lágrimas. Alcançai-me, pelo preciosismo sangue de vosso divino Filho, o perdão de meus pecados, a salvação de minha alma e os meios necessários para obtê-la. Alcançai também para a Santa Igreja o triunfo sobre os seus inimigos e a propagação do reino de Jesus Cristo em todo o mundo. Amém.

Indulgência de 500 dias



Clique na medalha e conheça a congregação das Irmãs de Nossa Senhora do Bom Conselho

Divulgando e atualizando-se...

Olá turminha abençoada!

Essa dica é principalmente para os Catequistas Unidos que desejam ficar de olho nas atualizações dos blogs parceiros.
Já somos mais de 80 blogs e fica complicado visitar assiduamente todos, né? A falta de tempo atinge a todos nós e uma maneira que eu uso para me manter atualizada é ficar de olho nas atualizações no meu próprio blog, e também é uma maneira de divulgar para os meus visitantes os outros catequistas.

Falo do recurso do Gadget "Lista de Blogs", veja na lateral do meu blog ele em uso.

Se você deseja incluir este recurso em seu blog e não sabe como, siga os passos abaixo:

Vá ao painel de seu blog e clique em Adicionar um gadget e escolha o indicado na figura 1.


Coloque o Título que você desejar e marque as opções que você deseja mostrar em seu blog, veja abaixo como configurei o meu.


Agora adicione o endereço do blog (url) e clique no botão adicionar.
Repita esse processo para todos os blogs que desejar. Dará um trabalhinho mas é uma vez só.


Depois é só posicionar o gadget no local desejado em seu blog e você já poderá acompanhar  as atualizações dos catequistas blogueiros! 

Paz de Cristo!