Santa Filomena - 10 de agosto


Santa Filomena era filha de um rei da Grécia, e sua mãe era também de sangue real; como não lhes vinham filhos, ofereciam sacrifícios e preces constantemente a seus falsos deuses para consegui-los.
Providencialmente, o médico do palácio, de nome Públio, era cristão. Penalizado pela cegueira espiritual de seus soberanos e inspirado pelo Divino Espírito Santo, falou-lhes da nossa Fé, garantindo-lhes que suas orações seriam ouvidas se abandonassem os falsos deuses e abraçassem a Religião Cristã.
Impressionados com o que ouviram, e tocados pela Graça, resolveram receber o Batismo, após o qual lhes nasceu uma linda filhinha no dia 10 de janeiro do ano seguinte.
Imediatamente, chamaram-na de Lumena ou luz, por ter nascido à luz da fé.
Na pia batismal deram-lhe o nome de Filomena, isto é, Filha da Luz, da Luz Divina que lhe iluminou a alma por meio desse Augusto Sacramento.
O Papa Gregório XVI, tendo recebido o parecer favorável da Sagrada Congregação dos Ritos à canonização de Santa Filomena, elevou-a à honra dos altares, instituindo ofício próprio para o culto e a festa, proclamando-a 'A Grande Taumaturga do Século XIX', 'Padroeira do Rosário Vivo' e 'Padroeira dos Filhos de Maria'.
As relíquias de Santa Filomena ainda são preservadas em Mugnano, na Itália.

Comentários

  1. Olá.
    Gostei de mais de seu blog,quer divulgar em um portal,isso mesmo,o Portal Teia,um portal exclusivo para blogues de qualidade assim como o seu.
    Se interessar é só nos fazer uma visitinha.
    Até mais

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pelo contato, responderei o mais breve possível!

Postagens mais visitadas deste blog

Exame de Consciência para jovens e adultos